Granadas agora podem ser largadas. Isso afetará o jogo no mais alto nível e veremos seu impacto no PGL Major Stockholm.

A 11ª operação do Counter-Strike – Operação Correnteza – foi lançada trazendo um muito necessário sopro de ar fresco para o jogo. Embora as mais de 100 novas skins ou as mudanças no matchmaking possam ser as alterações mais chamativas, as mudanças na jogabilidade são igualmente importantes. Indo desde granadas derrubáveis até a Dust 2, vamos falar sobre a última atualização do CS:GO e como ela afetará as partidas jogadas por jogadores profissionais.

Balanceamento das Armas

Dano corporal aumentado da M4A1-S

As mudanças no balanceamento das armas neste patch são o que a comunidade vem exigindo há muito tempo. A M4A1-S tem sido o aliado mais fraco da M4A4 por muitos anos. Ao longo dos últimos anos, vimos ele ganhar pequenos incrementos, para ficar alinhado com a M4A4. Mas a versão sem silenciador manteve sua superioridade com sua cadência de tiro mais rápida e maior capacidade de munição.

Com a última atualização do CS:GO, o dano corporal da M4A1-S foi aumentado para torná-lo comparável com o da A4. A A4 atualmente utiliza 5 tiros corporais para matar um inimigo, mas com as mudanças recentes, a M4A1-S agora utiliza apenas 4. Nas partidas, isso deve significar mortes mais rápidas com a M4A1-S, mas com a cadência de tiro mais rápida da A4, ambas as armas agora são essencialmente iguais. A diferença entre as duas agora é o silenciador comparado com a maior quantidade de munição. Com a prevalência na utilização desenfreada de granadas de fumaça, alguns jogadores podem realmente começar a usar a M4A1-S novamente.

Deagle finalmente foi “nerfada”

Morrer com dois disparos feitos pela Deagle tem sido uma ameaça há muito tempo. O problema foi ampliado pela frequência com que as equipes são forçadas a comprar a deagle na economia atual do jogo. Com o último conjunto de “nerfadas”, isso deve ser muito mais raro e a arma retornará ao seu propósito original de ser um canhão de mão voltado apenas para dar tiros na cabeça.

Berettas Duplas se tornam viáveis

As Berettas Duplas haviam começado como uma arma meme de $500, mas depois que a Tec-9, Five-Seven e P250 foram nerfadas, no papel elas deveriam ter se tornado as pistolas preferidas com seu preço de $400. No entanto, as equipes continuaram a utilizar as P250 em rodadas com pistolas já que os $100 extras significavam uma granada flashbang a mais. Agora com as berettas duplas custando o mesmo valor da P250, podemos começar a vê-las usadas muito mais nas rodadas com pistolas já que sua cadência de tiro e quantidade de munição são simplesmente incomparáveis com as outras pistolas. Mesmo em rodas de aquisições baixas, se você sabe que os inimigos não têm uma armadura na cabeça, utilizar as berettas duplas pode ser uma estratégia viável, já que estas armas conseguem acertar a cabeça no curto e médio alcance.

Operation Riptide makes Dual Berettas Viable

Mudanças na jogabilidade do CS:GO

Granadas podem ser largadas

Antes que todos entrem em pânico e todos os puristas de CS tenham um ataque cardíaco coletivo, acalme-se. Essa mudança não significa que os jogadores podem repentinamente começar a carregar cinco granadas de fumaça ou um cinturão cheio de molotovs. Esta mecânica de largar granadas funciona de forma semelhante à forma como os jogadores largam sua granada recente ao morrerem. Companheiros de equipe ou inimigos só podem pegar essas granadas se ainda não tiverem uma desse tipo.

Na prática, isso ainda tem um impacto decente no jogo, mas não uma mudança sísmica para o meta como seria de esperar inicialmente. No lado Terrorista, isso será difícil de usar, pois o ataque deste lado está em constante movimento, mas com formações sendo criadas falsamente no alvo B para executar no A, isso poderia ser usado para executar jogadas “fake” sem a necessidade de três jogadores ficarem próximos do alvo fake. Para os defensores, eles terão que observar os intervalos entre as fumaças para julgar se é fake ou não. Espero que as equipes aprendam a cronometrar o tempo das granadas de fumaça para que possam fazer uma execução real parecer fake. Isso também permite que quatro jogadores cheguem no objetivo mais rapidamente enquanto granadas de fumaça ainda estão sendo arremessadas.

Do lado dos Contra-Terroristas, os jogadores agora podem ser agressivos sem correr o risco de perder sua utilidade. Por exemplo, um defensor do alvo B poderia largar suas granadas por lá antes de partir para a agressividade, e então seu colega de equipe pode usá-las para atrasar as investidas adversárias mesmo se ele morrer. Mas se os Terroristas entrarem no alvo quando as granadas ainda estiverem no chão, eles ganharão granadas extras. Eles podem então usá-las para proteger o alvo agora tomado por eles.

Escudos Antimotim adicionados ao jogo

Os Escudos Antimotim faziam parte do CS 1.6 clássico e, quando foram adicionados em Zona de Perigo, muitos pensaram que o escudo também se tornaria parte do cenário competitivo. Parece que isso finalmente pode acontecer, já que o escudo acaba de ser adicionado às partidas casuais. Isso deve aumentar a diversão dos jogos casuais, com o escudo dando a opção de jogar com uma combinação de espada e escudo, com um jogador avançando empunhando o escudo e o jogador atrás dele atirando.

“Adição de Escudo Antimotim como uma arma pesada ao menu de compras, disponível, por enquanto, para CTs em mapas de reféns nos modos casuais.

Com a arma que essa observação é expressa, parece que o escudo pode se tornar parte do cenário competitivo no futuro, mas atualmente, ele será limitado aos mapas de reféns nos modos casuais.

Mudanças nos mapas na última atualização do CS:GO

Dust2 – É o fim dos Snipers da base dos Ts

“Pequeno ajuste de visibilidade do meio a partir da base dos Ts.”

Este “ligeiro” ajuste em Dust2 torna-o um mapa completamente diferente, com a base dos Ts não tendo mais controle do meio desde o início da rodada. Para os Ts, isso significa que eles terão que enfrentar lutas mais arriscadas no meio ou então renunciar o controle do meio. Para os CTs, essa é uma grande mudança em muitos aspectos. Os CTs não precisarão mais soltar fumaça, apenas para atravessar as portas do meio. E agora eles podem ser mais agressivos nos Túneis Inferiores, sem o risco de serem detectados pelo AWP do lado T. Essas mudanças podem muda o meta do Dust2 completamente.

Operation Riptide Dust2 Changes

Ancient – Área de plantar bombas maior e wallbangs constantes

Ancient finalmente recebeu uma atualização junto com a Operação Correnteza após quatro meses de espera. Isso corrige alguns grandes problemas no mapa, com os wallbangs (tiros que penetram um obstáculo) quebrados sendo reparados. As áreas de plantar bombas também ficaram maiores. Isso permitirá que o lado T coloque a bomba sem ser interrompido por um único molotov. Ambos os alvos serão capazes de acomodar plantações de bombas melhores e novas configurações anti-retomada para o lado T, com sorte tornando o mapa menos favorável aos CTs do que é atualmente.

Os wallbangs beneficiarão ambos os lados, pois áreas como cavernas não serão mais completamente seguras. Com a estratégia do molotov usada atualmente no alvo B, os jogadores ficavam encurralados. Eles agora podem ser mortos via wallbang.

Pequenas Correções

  • Inferno e Ancient receberam arenas 1×1 atualizadas.
  • Agora, o portão no topo da Banana em Inferno é uma porta sólida.
  • Grind, Mocha, Pitstop, Calavera, Frostbite substituídos por County, Basalt, Insertion II, Ravine e Extraction.

Fique ligado em esports.gg para as últimas novidades e atualizações de CS:GO. 

Traduzido por: Giuseppe Carrino

Arnav Shukla - Writer of the Month: July

Arnav Shukla

Writer of the Month: July | Twitter: @xL_csgo

I am a hardcore Counter-Strike fan who loves to watch and write about CSGO. A student of the game's history and a bad player in game.