As equipes da Gamelanders e Jaguares foram eliminadas, deixando o campeonato e conquistando 40 pontos, no sistema de classificação para o mundial de VALORANT

O terceiro dia das finais do VCT Challengers Brasil foi decisivo. As quatro equipes da chave inferior se enfrentaram e duas delas foram eliminadas da competição. De um lado, tivemos o confronto entre Vivo Keyd e Gamelanders Blue. Enquanto que, no outro, tivemos Jaguares Esports e Team Vikings.

Os jogos foram todos bem apertados, com placares de 2-1 em ambos os jogos, fora que, ambas as partidas tiveram prorrogações. As equipes da Gamelanders e Jaguares foram eliminadas, deixando o campeonato e conquistando 40 pontos, no sistema de classificação para o mundial de VALORANT. Confira como foram as partidas:

VCT Challengers: Gamelanders Blue vs Vivo Keyd

vct

As equipes da Gamelanders e Vivo Keyd jogaram na primeira série do dia. Era esperado um jogo muito intenso, principalmente por conta do duelo entre Olavo “heat” Marcelo e Leonardo “mwzera” Serrati. Os dois duelistas sempre são destaques nos seus jogos, conseguindo fazer jogadas insanas.

Ao fim, acabou que o heat foi o grande destaque, principalmente no último jogo, onde conseguiu um K/D de 37/13. Os mapas jogados foram Breeze, Bind e Haven, sendo a Bind o mapa mais apertado, indo para a prorrogação. Veja abaixo como foram todos os três jogos:

vct

Primeiro mapa – Breeze

Novamente pudemos ver a Breeze sendo jogada e foi a terceira vez que a Gamelanders jogou no mapa, em partidas competitivas. O mapa foi escolhido pela Vivo Keyd, então a Gamelanders escolheu o lado defensor. A Gamelanders estava buscando acabar com sua sequência de derrotas na Breeze e que, infelizmente, não aconteceu.

Até a sétima rodada, o jogo estava bem equilibrado, com as duas equipes conseguindo fazer boas execuções. A Gamelanders estava buscando um jogo agressivo, avançando pelo mapa e não deixando a Vivo Keyd ter muita resposta. Portanto, a partir da oitava rodada, a Vivo Keyd teve uma evolução e conseguiu pontuar nas últimas cinco rodadas.

A primeira metade terminou em 8-4, uma pontuação elástica, mas que é passível de virada. A Gamelanders até conseguiu fazer bons pontos, mas não conseguiu emplacar o seu estilo de jogo. No final das contas, a Vivo Keyd conseguiu impor o seu jogo e fez as cinco rodadas que precisavam. A primeira partida acabou e a Vivo Keyd venceu por 13-9. Com isso, a Gamelanders segue com um aproveitamento de 0% dentro do mapa da Breeze.

Segundo mapa – Bind

A Bind foi o mapa de escolha da Gamelanders e a Vivo Keyd escolheu ser a defensora do mapa. Muitos times estão apresentando excelentes jogadas dentro desse mapa. Por isso, era de se esperar um jogo apertado. Tanto é que ele foi para a prorrogação, dando a vitória para a Gamelanders.

Durante a primeira metade, ambas as equipes estavam bem aparelhadas, com nenhuma conseguindo grandes vantagens. No final da primeira metade, o mapa terminou num 6-6 e todos conseguiram notar que o mapa seria bem acirrado.

Como todos já imaginam, a virada de lados terminou em mais um 6-6. Novamente, as equipes estavam jogando extremamente bem. Cada jogador conseguiu desempenhar o seu papel e garantiu ótimos pontos.

Entretanto, com a chegada da prorrogação, a Gamelanders conseguiu crescer bem e fez dois pontos seguidos. Com isso, eles venceram o mapa e lutavam para vencer o terceiro mapa.

Terceiro mapa – Haven

O último mapa foi escolhido pela Vivo Keyd e a Gamelanders optou em jogar na defesa. Se esse mapa pudesse ter um nome de jogador, esse nome seria o de heat! O jogador conseguiu fazer um jogo estrondoso, não dando tempo para os seus rivais respirarem. Mesmo assim, o jogo foi equilibrado, com a Gamelanders conseguindo disputar boas rodadas.

A primeira metade teve vários ataques fortes, com a Vivo Keyd fazendo avanços rápidos e certeiros. Até a sétima rodada, o jogo estava bem equilibrado, mas após isso, a Vivo Keyd fez cinco pontos em sequência. Com isso, a primeira metade terminou em 8-4 para a Vivo Keyd.

Na virada de lados, o jogo continuou bem equilibrado, com os times não conseguindo fazer mais que dois pontos em sequência. Por conta disso, a Gamelanders não conseguiu emplacar o seu jogo e deixou a Vivo Keyd fazer os seus cinco pontos. O mapa terminou em 13-9 e a Gamelanders se despediu das finais do VCT Challengers Brasil.

VCT Challengers: Team Vikings vs Jaguares Esports

vct

O último jogo do dia de VCT Challengers foi palco de uma surpresa muito grande para todos os espectadores. Ninguém esperava a Team Vikings jogando na tabela inferior, porém a equipe acabou perdendo de 2-0 contra a Havan Liberty.

Os mapas jogados foram Bind, Ascent e Split. Para aqueles que sentiam falta do Gustavo “Sacy” Rossi jogando de Sova, o jogador surpreendeu e escolheu o agente no primeiro mapa. Confira como foi:

vct

Primeiro mapa – Bind

O mapa da Bind foi escolhido pelo time da Jaguares e, por conta disso, a Vikings escolheu o lado da defesa. A maior surpresa foi rever sacy jogando de Sova, relembrando os velhos tempos do jogador. Outra surpresa foi ver, novamente, mais uma prorrogação no mapa da Bind.

A primeira metade teve controles de ambas as equipes. Inicialmente, a Jaguares conseguiu uma vantagem boa no jogo. Portanto, a Vikings conseguiu controlar e equilibrar as próximas rodadas. A metade inicial terminou num 6-6.

Durante a virada de lados, a Jaguares conseguiu fazer três pontos consecutivos, mas isso não foi o suficiente. O mapa finalizou em 12-12, dando início a prorrogação. A fase de prorrogação foi bem curta e encerrou rapidamente, com a Vikings fazendo os dois pontos necessários. No final das contas, o mapa finalizou em 14-12.

Segundo mapa – Ascent

O mapa da escolha da Team Vikings foi extremamente intenso. Primeiro, esse foi o mapa de vitória da Jaguares, que conseguiu emplacar um excelente jogo. Por fim, foi um mapa que pudemos ver mais uma vez, o agente Kay/O sendo jogado.

A primeira metade foi bastante controlada pela Jaguares, que foi absurda e fez uma defesa impenetrável. A equipe conseguiu fazer um 9-3 e foi para a troca de lados com uma vantagem bem elástica.

Quando o mapa virou os lados, a Vikings conseguiu algumas rodadas, fazendo boas defesas. Entretanto, com um placar elástico desses, dificilmente uma virada viria. Com isso, o jogo terminou em 13-7 e o jogo foi para o terceiro mapa.

Terceiro mapa – Split

O último mapa foi uma surpresa para geral! Split é um dos mapas menos jogados dentro do VCT Challengers brasileiro. A Jaguares Esports escolheu o mapa e todos ficaram bastante surpresos! A Team Vikings acabou optando em começar defendendo, com uma composição bem peculiar, usando dois duelistas.

A defesa da Vikings foi magnífica, conseguindo neutralizar diversos ataques. Foi tamanha sua defesa, que o time terminou a primeira metade com uma boa vantagem de 8-4. Todos acabaram imaginando que a virada de lado seria mais equilibrada, por conta da defesa.

Entretanto, a Team Vikings se mostrou implacável e fez cinco rodadas em sequência. Dessa forma, a equipe fechou o mapa com um 13-4 e continua viva na final do VCT Challengers.

Ponderações no VCT Challengers

Mesmo com a eliminação da Gamelanders Blue, o time ainda possui uma chance de representar o Brasil no mundial de VALORANT. A equipe possui pontos suficientes para participar do Last Chance.

O Last Chance reúne quatro equipes brasileiras e quatro equipes do LATAM. Os oito times irão disputar apenas uma vaga para o Campeonato Mundial.

Não perca as demais partidas de VALORANT! Você pode acompanhar nos canais oficiais do VALORANT Esports Brasil, no YoutubeTwitch e Nimo TV.

Fique ligado no esports.gg para mais notícias e novidades de VALORANT.

Filed Under
Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT. Experiência em portais como Globo Esporte e passagem em times de esports.