O treinador principal da Evil Geniuses se senta para falar sobre uma infinidade de tópicos no desenvolvimento de talentos no eSports e sobre os riscos de entrar nisso muito jovem.

Depois de um difícil 0-3 repleto de partidas disputadas, o Evil Geniuses não está mais sem vitórias no verão. Depois de um 2-1 na segunda semana , a equipe acredita que sua temporada começa agora.

Nesta entrevista, falamos com o treinador principal da Evil Geniuses, Peter Dun, para discutir a infraestrutura da equipe, o treinamento de jovens jogadores, bem como assistir o ex-jungler (caçador) shad0w da Mad Lions jogar na LPL. 

Após a primeira semana no LCS, o que você fez para ajudar a colocar a equipe em uma posição 2-1? 

Peter Dun: Para ser honesto, nosso desempenho no último fim de semana foi realmente muito bom. Não acho que devíamos ter ido 0-3. Poderíamos ter ganho todos os três jogos. Em dois deles, contra Flyquest e Dignitas, conseguiríamos vencer confortavelmente. Estávamos em vantagem para isso e simplesmente optamos por não ganhar o jogo. Na verdade, fiquei feliz com nosso desempenho naquele fim de semana. Depois dele, conversei com os jogadores individualmente sobre como eles podem jogar com a vantagem. Esta semana foi difícil porque os exames finais de Danny foram na quarta e quinta-feira e isso nos levou a ter apenas um dia de treinamento com ele, o que nos afetou muito no palco. Danny havia jogado durante um dia de treinamento sem nenhum soloqueue. Ele estava um pouco enferrujado na sexta-feira, mas voltou rapidamente.

Isso é algo que esperávamos a longo prazo, então sabíamos que esta semana, e um pouco da próxima, seria difícil. Nossa temporada começa corretamente na próxima semana. Acredito que também tivemos uma offseason mais longa do que a maioria. Este foi um equilíbrio que achamos que valeu a pena. Tive que assumir muita responsabilidade em nos colocar em coisas nas quais não nos sentíamos confortáveis, mas será melhor no futuro. 

Com a evolução de League of Legends nos esports, não vemos muitos jogadores ingressando aos 17 ou 18 anos. A maioria nessa idade passa muito mais tempo jogando na Academy ou de forma amadora para se desenvolver. 

Peter Dun: Vou ser honesto: normalmente não me sinto cem por cento confortável como treinador para promover alguém tão cedo, como caso de Danny. A escola é extremamente importante. Conversamos com os pais dele e deixamos muito claro que o queremos finalizando a escola, fazendo seus exames e, como organização, vamos nos adaptar a isso.

Colocamos o nosso treinador, Mash, para fazer o treinamento. É muito importante que a escola tenha importância quando você os leva desde muito jovens. Na América do Norte, os jogadores fazem sua estreia no LCS com idades mais avançadas, enquanto em outras regiões precisamos tomar muito cuidado. Quando um jovem de 17 anos entra nos esports, você precisa ter certeza de que ele não desistirá de tudo na vida. É nosso trabalho como treinadores garantir que isso não seja tudo nessa idade. 

Você desenvolveu essa mentalidade possuindo experiência em primeira mão ao ver jogadores falharem e não terem nada em que se agarrar? 

Peter Dun: Eu não presenciei em primeira mão. Antes dos esports eu era professor. A educação é extremamente importante para mim e nenhuma organização em que participei jamais promoverá um jogador ou contratará alguém muito jovem. Eu esperaria que outras organizações também tivessem essa mesma abordagem em relação à educação. No entanto, só posso falar pela Evil Geniuses. Como uma carreira, estar no esports é um risco muito alto.

Vemos apenas os jogadores que chegam ao palco da LCS, mas não vemos as dezenas e milhares de pessoas que falharam. Embora haja muitos por aí que dirão para largar tudo e perseguir seus sonhos, acho que essa pode ser uma abordagem imprudente. Não há nenhuma razão pela qual você não possa atrasar sua estreia em um ou dois anos se você tiver o talento. Certifique-se de ter uma base sólida para quando sua carreira nos esports  terminar. Essa é uma crença forte que sempre mantenho comigo. 

Na Mad Lions, como sua função mudou quando você se afastou do palco? 

Peter Dun: Sempre fui o treinador principal, mas às vezes estava no palco e às vezes não. Aprendi a treinar esports na China e, normalmente, você tem um técnico principal e um técnico estratégico. Muitas vezes, no ocidente, não entendemos a diferença entre o treinador estratégico e o treinador principal.

O papel de um treinador estratégico é preparar tudo para estar no palco e liderar scrims (jogos de treino). O treinador principal analisa a infraestrutura de toda a organização e divisão de esports. Com a Evil Geniuses, estou monitorando todas as listas de LoL. Eu tenho uma função na seleção de novos jogadores. Eu entendo como o jogo deve ser jogado para poder auxiliar o treinador estratégico.

Quando eu desisti de minhas obrigações no palco, eu estava lá para cada partida de treino. Estava fazendo treinamento individual. A comissão técnica se reúne para falar sobre vários assuntos que desejam abordar. Pode haver 10 coisas que você deseja revisar, mas você não quer gastar 45 minutos com seus jogadores parados como um professor em frente a um quadro branco. Isso é uma perda de tempo. 

peter dun
Mad Lions sagrou-se campeã da LEC Champions 2021 Spring Split

Priorização. Vamos escolher cinco assuntos e, em seguida, cobrir o resto de 1 em 1. Isso é o que eu estava fazendo principalmente na Mad Lions. Agora estou preenchendo uma função de treinador estratégico e de treinador principal na Evil Geniuses, e eu confio no resto da equipe técnica para preencher essas lacunas em nossas discussões.

Às vezes não faço rascunhos nos jogos de treino ou então outra pessoa irá conduzir a revisão para que eu possa fazer treinamento individual com outro jogador. Eu lidero cerca de 70-80% das partidas de treino, mas nesses 20% eu confio no Artemis Turtle e no Mash para preencher essas lacunas. 

Parece que você está no comando de toda a infraestrutura da divisão de League of Legends e garante que tudo esteja funcionando. Você está delegando várias tarefas diferentes para continuar crescendo?

Peter Dun: Com certeza, acho que o treinamento vai muito além do jogo. Há muitas pessoas que entendem do jogo, mas treinamento significa fazer com que as pessoas joguem na mesma página. Trata-se de definir a cultura e a filosofia de como você deseja jogar o jogo.

Você pode ver no EG, a maneira como jogamos é muito solta. Somos muito agressivos, mas estabelecemos alguns limites. Você também pode ter estruturas mais rígidas que podem trabalhar com equipes diferentes. Isso é algo com que você precisa trabalhar em diferentes equipes técnicas. Frequentemente, há várias maneiras de jogar. Acho que essa é uma grande responsabilidade sendo treinador principal. No geral, é um esforço de grupo.

Quero falar sobre um de seus ex-jogadores, shad0w. Como é vê-lo na LPL e como você descobriu que estar na LPL era seu objetivo final? 

Peter Dun: Posso falar um pouco sobre shad0w. Seus pais são chineses e ele nasceu na Itália. Ele passou grande parte de sua infância entre a Europa e a China. shad0w é alguém dotado de uma incrível mecânica e é na verdade midlaner. A razão pela qual ninguém sabia quem era ele quando ele se juntou a Mad Lions foi por ele jogar solo nas queues como tal. Riven e Yasuo são seus dois trunfos (Risos). No entanto, ele brinca de jungle e é por isso que ama tanto Lee Sin. 

peter dun
shad0w disputando uma partida no estúdio da LEC em 2020 com a equipe da Mad Lions. Foto: LoL Esports

Quando shad0w estava se juntando à Mad Lions, ele deixou bem claro que queria um dia se juntar à LPL. Ele tinha 18 anos na época e eu o estava persuadindo a se juntar à Mad Lions. Eu disse a ele que ele deveria fazer residência na LPL se quisesse jogar lá no futuro. Na Mad Lions, não tinha importância porque não íamos importar ninguém de qualquer maneira. Ele é alguém que acompanha o League of Legends na China desde muito jovem e tem muitos amigos lá também. Acho que seu irmão ou primo mais velho estão lá e conhece muitas pessoas do cenário.

Estou muito feliz por ele ter tido a oportunidade de fazê-lo. Acho que é mais cedo do que ele esperava. Provavelmente esperava ficar no Mad Lions por três anos e depois iria para a China. shad0w tem sido de longe o melhor jogador da LGD, o que é incrível. 

peter dun
shad0w jogou sob o comando Peter Dun na Mad Lions em 2020 e agora está jogando pela LGD na LPL. Foto: LoL Esports

O que eu diria sobre shad0w é que os fãs ocidentais não apreciam verdadeiramente os obstáculos que ele precisou superar. Ele teve uma exibição difícil no Mundial e não conseguiu um desempenho tão bom em sua série de playoff contra a Rogue. As pessoas podem ter uma percepção negativa depois de toda essa experiência.

No entanto, imagine que o sonho da sua vida é jogar na China e na LPL. Você tem a oportunidade de jogar no Mundial na China na sua primeira temporada e é o único jungler chinês no torneio. A quantidade de escrutínio e atenção que ele recebeu foi algo que muitos fãs ocidentais não entendem.

Esports, especialmente League of Legends, são muito mais populares na China. Talvez como treinador principal, eu não o tenha protegido da maneira certa, como poderia ter feito. Nos treinos, ele teve desempenhos excepcionalmente bons. Ele estava dominando todos os jogos durante eles. Quando eu vi que ele se juntou ao LGD, fez muito sentido porque durante esses treinos ele era muito bom contra eles. Cruzando os dedos para que ele vá muito bem lá. 

É interessante você dizer como a Mad Lions nunca seria uma coisa eterna. 

Peter Dun: Na época, eu realmente esperava que conseguíssemos persuadi-lo a ficar, mas ele deixou bem claro que a LPL era seu sonho. Agradeço que os jogadores se importem muito com esse tipo de coisa. Eu nunca pediria a um que desistisse de seu sonho para meu próprio ganho. Achei que poderíamos fazer muitas coisas boas com ele e acho que tivemos um bom ano juntos. Nós o ajudamos a chegar ao Mundial na China e, eventualmente, à LPL e ele…nos levou a play-ins (Risos).

Eu quero falar sobre a Evil Geniuses. Sendo um ex-professor, como é fazer parte de uma organização que compartilha os mesmos valores no sentido de desenvolver jogadores mais jovens e priorizar a educação? 

Peter Dun: É ótimo. É um pouco fora da marca (Risos) – uma equipe chamada Evil Geniuses cuidando das crianças e garantindo que elas priorizem a escola. Brincadeiras à parte, estou muito feliz de fazer parte disso e de qualquer coisa que eu puder fazer para ajudar a Evil Geniuses nesta área, sempre irei ser voluntário se houver tempo.

Risque isso, eu sempre encontrarei uma maneira de arranjar tempo para isso porque é algo pelo qual sou extremamente apaixonado. A Evil Geniuses está realmente fazendo um acampamento de verão este ano, onde terei muito envolvimento. Vou falar com muitos garotos mais novos sobre esportes eletrônicos e se eles precisarem de ajuda para entrar na indústria, eu farei isso. 

Também sou grato por ter pessoas como Kelsey Moser, que está muito envolvida com o lado universitário. Também fazemos muito trabalho de divulgação por lá. Essa é uma das razões pelas quais escolhemos o SkyTec para prodígios da EG. Ele é alguém que vimos na faculdade e escolhemos contratá-lo. Estou feliz por fazer parte da Evil Geniuses porque eles se empenham muito na educação e me incentivam a fazer mais nessa área, o que me faz querer fazer mais essas atividades. Pois este tipo de coisa é muito importante para mim.

Ao mesmo tempo, a Evil Geniuses ganha muitos benefícios com isso. Eles veem os jogadores chegando e conversamos com muitas pessoas no início de suas carreiras. Você sempre pode ver algo nas pessoas ali. 

Talvez, se você não tiver uma posição para eles no momento, isso fique em sua mente. Pode pensar sobre eles no futuro e como eles se destacaram antes e então entrará em contato com eles. É uma situação vitoriosa para ambos. 

Alguma observação final? 

Peter Dun: Eu só quero agradecer a todos os fãs do Evil Geniuses. A todo o apoio que dão ao nosso time através das redes sociais, discord e por tudo o que fazem, agradeço todo o apoio. Mesmo em tempos difíceis, eu realmente agradeço o apoio dos fãs. 

peter dun

Por último, tenham paciência com esta equipe. Tivemos alguns problemas já previstos, mas a temporada começa na próxima semana para nós e espero que possamos mostrar algumas boas atuações lá. Continue a esperar agressividade de nós. Nunca vamos jogar devagar.

Peter Dun e os Evil Geniuses avançam para a semana 3 com um recorde de 12-12 para 2021. Com Danny terminando a escola, a temporada de Evil Geniuses começa oficialmente. Serão eles capazes de chegarem ao sixth seed? Ou será que mais prática não os ajudará em nada? Saberemos.

Fique ligado em Esports.gg para as últimas notícias e atualizações sobre LCS, LEC e League of Legends

Tradução: Alexandre Silva

Sage Datuin - Writer of the Month: June

Sage Datuin

Writer of the Month: June | Twitter: @sagedatuin

Sage been following esports since high school and has remained a massive fan ever since. When he's not working he likes to work out, knit and overthink things..