A Respawn decidiu remover o tap strafing do Apex Legends para equilibrar o campo de batalha. Junte-se a nós enquanto nos aprofundamos na reação da comunidade, que não foi positiva com a iminente mudança.

*ATUALIZAÇÃO* de 14 de setembro: Remoção do Tap Strafing é adiada

A mudança em uma das técnicas de movimento de nicho do Apex foi adiada. Em um tweet a respeito, é explicado que a equipe PlayApex encontrou alguns efeitos colaterais inesperados com a remoção do tap strafing. A equipe de balanceamento ainda planeja lidar com casos extremos de tap strafing, mas por enquanto irá deixar a mecânica intocada. Parece que um grande motivo para o adiamento é que o tap strafing permite realizar várias técnicas de movimento, como saltos na parede (wall jumping) ou pulo do coelho (bunny hopping).

Artigo original de 1º de setembro

Em uma postagem surpresa no Twitter, a Respawn decidiu remover a técnica “tap strafing” em Apex Legends. O estúdio tem procurado não chamar a atenção esta semana após suas mudanças no L-Star, Prowler e Seer, mas veio do nada com notícias para a próxima atualização. A reações à notícia não foram boas, já que criadores de conteúdo, jogadores profissionais e casuais não são fãs da mudança que está por vir. A alteração está programada para acontecer durante o próximo Evento de Coleção, na atualização 10.1 que sairá no dia 14 de setembro.

Antes de nos aprofundarmos nas questões e reações, o que é tap strafing?

Tap Strafing é uma técnica de movimento avançada originada em Titanfall 2, descoberta há cerca de 1 ano por mokeysniper, um ávido jogador de Titanfall 2 e Apex. A técnica simplesmente permite que você mude o momentum incrivelmente rápido. Embora não pareça muito, o tap strafing libera o potencial de movimento, pois permite que você mantenha o fluxo de movimento. Ele também tem aplicação em várias situações de combate, para realizar manobras em curvas estreitas para jogar atrás das coberturas.

Reações da comunidade

A decisão não repercutiu bem na comunidade. Vários jogadores profissionais e casuais, e criadores de conteúdo manifestaram seu desagrado com a decisão da Respawn de remover o tap strafing. A Respawn justificou sua escolha explicando que “é inacessível, não tem legibilidade/contra-ataque e é exacerbado por habilidades de movimento”.

Com as mudanças, agora faltam opções de movimento, os controles de videogame agora estão superiores ao mouse e teclado e a Respawn está negligenciando os problemas de áudio infames que ainda estão no jogo. Infelizmente, a mudança até agora parece ser imutável, apesar da desaprovação da comunidade.

O principal problema que grande parte da comunidade tem em relação à mudança é o equilíbrio agora desigual entre controle de videogame e o mouse e teclado. Desde a inclusão do cross-play, tem havido muito debate entre as duas opções. Por um lado, os jogadores com controle têm melhor jogabilidade com as armas graças ao auxílio de mira automática.

Do outro lado está a movimentação, no qual os jogadores de mouse e teclado se destacam. No entanto, com a remoção do tap strafing, uma das melhores opções de movimento permitidas aos jogadores de M&T não está mais no jogo. Parece que os jogadores com controles agora têm vantagens sobre os jogadores de M&T devido aos benefícios do auxílio de mira.

O outro problema que a comunidade tem é que eles acreditam que existem questões mais críticas agora no Apex, além das técnicas de movimentação. Desde não ser capaz de ouvir pistas de áudio no jogo, e até mesmo a presença desenfreada de trapaceiros. A Respawn ainda tem questões mais urgentes para resolver na opinião da comunidade.

Com as mudanças e a insatisfação da comunidade, espera-se que a Respawn possa encontrar um ponto de equilíbrio que deixe a comunidade feliz. Talvez removendo a customização de teclas ou buscando uma forma para que os controles também possam usá-los. No final do dia, a comunidade como um todo só quer se divertir sem trapaceiros ou bugs no jogo. Para mais notícias do Apex, continue em Esports.gg.

Traduzido por: Giuseppe Carrino

Noah Pather -

Noah Pather

| Twitter: @knowagh

Noah is a senior psychology student at the University of Ottawa, studying to become an athletic therapist. After watching Valve's Free to Play documentary in 2014, he got hooked on Dota 2 and hasn't looked back since. When he's not crushing mid-lane on Puck he is racing through King's Canyon as Octane. Self-proclaimed trilingual expert. Firmly believes V for Vendetta is the best film of all time.