Os melhores momentos do VALORANT BR, de 2021

2021 está praticamente no fim e, com o encerramento do Champions 2021, o cenário competitivo de VALORANT aguarda uma nova temporada, que promete consolidar ainda mais a modalidade dentro dos esports. Para encerrar o ano com chave de ouro, nada melhor do que relembrar os melhores momentos brasileiros no fps da Riot Games.

Diversos momentos tornaram o primeiro ano oficial do cenário competitivo de VALORANT único: Challengers, participações brasileiras no exterior, Last Chance SA realizado presencialmente, campeonatos femininos e muitos outros. É hora de matar relembrar cada um deles e saber porquê 2021 vai deixar tantas saudades.

O surgimento da Team Vikings e a revolução no cenário nacional

Team Vikings, durante o Champions 2021 – Fonte: VALORANT Esports

Seria impossível escrever uma retrospectiva de VALORANT sem citar a Team Vikings, um dos times mais fortes do cenário e que ganhou reconhecimento nacional e internacional. A equipe comandada pelo argentino Saadhak, que teve ao seu lado Sacy, gtn, Sutecas e frz, conquistou o coração dos brasileiros.

Desde sua criação, o propósito do time era apenas um: ser campeão. Logo em sua primeira aparição, no VCT Challengers e Masters 1, pudemos conhecer a força de uma equipe que conseguiu vencer a favorita Gamelanders, que havia dominado o cenário em 2020.

Com um estilo de jogo mais estratégico, a VKS logo se tornou a equipe a ser batida. Mesmo com poucas apresentações internacionais, o nome dos jogadores eram constantemente citados pelas outras equipes, principalmente o de seu protagonista Sacy, conhecido por jogar de Sova. 

A equipe esteve nos palcos internacionais do Champions 2021, onde apresentou uma notável evolução que eleva ainda mais as expectativas nacionais para a próxima temporada.

Sacy, em primeiro lugar, no top rating do Champions 2021, Fase de Grupos – Fonte: TheSpike.gg

A vitória da FURIA no Last Chance SA

FURIA campeã do Last Chance SA – Fonte: VALORANT Esports Brasil

Por causa da pandemia do Covid-19, os campeonatos nacionais estavam acontecendo de forma totalmente online. Porém, com a melhora do cenário nacional e internacional, o Last Chance SA pôde ser realizado presencialmente no Brasil. No LCQ (Last Chance Qualifier), quatro equipes brasileiras e quatro da região LATAM disputaram uma das últimas vagas para o Champions 2021.

Gamelanders Blue, FURIA, Sharks Esports e Havan Liberty representaram o Brasil na ocasião. Os Panteras vinham mostrando uma clara evolução e por pouco já não haviam se classificado para o VCT Masters Berlim. 

Depois de perder sua primeira partida para a Australs, os jogadores da FURIA começaram uma verdadeira remontada, vencendo seus adversários um a um até reencontrarem seus algozes na grande final e conseguirem um incontestável 3-0, que não só vingou o resultado de abertura do torneio, como colocou a equipe no mundial.

Vivo Keyd, de “desempregados” a campeões do VCT Challengers 3

O nascimento da Vivo Keyd marcou fortemente o cenário nacional. heat, JhoW, murizzz, ntk e v1xen haviam sido dispensados de suas equipes e formaram os “Desempregados”. A primeira aparição, na Copa Rakin, já virou os olhares da comunidade para uma equipe que mostrava potencial, mas que ainda levantava dúvidas.

O interesse foi tanto que logo a formação foi anunciada pela Vivo Keyd, uma renomada organização de esports do cenário nacional. O trabalho e a evolução da equipe foi claro e, mesmo ficando em 6º lugar na Copa Rakin, os Guerreiros se mostraram fortes o suficiente para disputar frente a frente com as melhores equipes brasileiras.

E o resultado não poderia ser melhor. Logo nas classificatórias para o VCT Masters Berlim, a equipe desbancou todos os grandes times. Após perder em sua partida de estreia para a Sharks Esports e cair para a chave inferior do campeonato, a equipe se recuperou de forma impressionante e superou as melhores equipes nacionais: Gamelanders Blue, Sharks, Team Vikings e FURIA e, na grande final com um opressivo 3-0, Havan Liberty.

Equipe da Vivo Keyd, na Media Day, depois de se classificar para o VCT Masters Berlim – Foto: VALORANT Esports Brasil

As participações no exterior também foram empolgantes e justificaram todo o hype criado em cima da equipe liderada pelo jovem heat, protagonista de uma das jogadas mais belas do ano: um ace usando sua Marshal sobre a ZETA Division. 

Ace do heat, contra a ZETA DIVISION, no VCT Masters Berlim

Gamelanders Purple e o domínio no cenário feminino

Assim como escrever uma retrospectiva do ano sem falar da Team Vikings, falar do cenário feminino e não citar a Gamelanders Purple também é impossível – a equipe dominou quase todas as competições que participou. naxy, drn, bstrdd, daiki e nat1 estão juntas desde o início do ano e mostram uma sinergia raramente vista. 

Logo em sua primeira competição, a Women’s Community Festival, elas conseguiram a segunda colocação, perdendo apenas para a INTZ Angels. Logo em seguida, começaram o domínio do cenário e ganharam nada menos do que 12 competições:

  • Protocolo: Gêneses – Qualifier 1
  • Sakura Ascent – Act 1
  • Gaming Culture – Girl Power #2
  • Protocolo: Gêneses – Qualifier 2
  • Protocolo: Gêneses – Qualifier 3
  • Rivals Women’s Cup #3
  • Protocolo: Gêneses – Qualifier 4
  • Protocolo: Gêneses
  • Protocolo: Evolução – Qualifier 1
  • SBT Games VALORANT All Stars
  • Protocolo: Evolução – Qualifier 4
  • Copa Rakin – Season 2
  • Protocolo: Evolução

Agora, com o anúncio do Game Changers Global, acredita-se que a equipe continue seu domínio e chegue como uma das favoritas ao primeiro mundial feminino de VALORANT.

O Brasil no Champions 2021

O VCT Champions 2021 foi o grande encerramento do ano competitivo de VALORANT, em que as 16 melhores equipes do mundo se reuniram para disputar o troféu e a premiação de US$ 500 mil.

Além do lançamento do belo clipe de “Die for You”, foi construída uma bela estrutura, que condizia com toda a expectativa gerada ao longo do ano.

Mesmo não se classificando para os playoffs, os times brasileiros mostraram como a região evoluiu e deve ser temida. Enquanto a Vivo Keyd passou perto de uma vitória sobre a ACEND, grande campeão mundial, a Team Vikings ficou perto de uma vitória sobre a Gambit Esports, vice-campeã mundial e uma das grandes favoritas da competição.

Além disso, a FURIA conseguiu fazer um jogo bem equilibrado contra a Sentinels, poderosa representante da América do Norte. Por fim, nossos hermanos da KRÜ Esporte chegaram até as semifinais e mostraram que o poder da região não se resume ao Brasil.


Tudo isso nos mostra como o ano de 2022 pode ser enorme para VALORANT. Em janeiro de 2022 acontecem as primeiras classificatórias para o Masters e, para ficar por dentro de tudo, fique ligado noesports.gg e acompanhe todas as notícias e novidades de VALORANT.

Filed Under
Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de Esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT.