Na primeira semana das qualificatórias abertas do VCT Challengers 2 da AN, NRG, Faze Clan, Luminosity Gaming e TSM se classificaram.

O campo de jogo entre as equipes da Tier 2 norte-americana se fortaleceu. O impulso de moral dos vice-campeões da Fase 1 do Challengers da América do Norte, Optic Gaming, vencendo o Masters Reykjavik, passou para várias equipes. Muitos novos elencos entraram na briga e deram o que falar no último fim de semana em uma tentativa de se classificar para a fase fechada das qualificatórias da Fase 2 do VCT Challengers da América do Norte (AN).

Sentinels, Version1 e 100 Thieves ficaram de fora

De forma surpreendente, três ex-classificados do VCT Masters da AN ficaram de fora. Sentinels, Version1 e 100 Thieves, equipes que jogaram na fase 1 das qualificatórias fechadas, perderam em partidas disputadas e não se classificaram. Além disso, todas essas equipes estavam lidando com novas mudanças no elenco, jogando com substitutos e tendo que se ajustar rapidamente.

No entanto, várias outras equipes estavam lidando com circunstâncias semelhantes e tiveram um desempenho admirável. NRG, FaZe e TSM fizeram grandes mudanças no elenco nos últimos meses, com algumas delas ocorrendo poucas semanas atrás, e ainda assim se classificaram.

Foi um fim de semana e tanto, destacado por elencos montados rapidamente e que se garantiram em meio ao agendamento rápido e frequente do VCT.

Classificado na fase 2 do VCT Challengers da AN: NRG Esports

Em termos inequívocos, o gerente geral da NRG, Jaime Cohenca, viu uma oportunidade de mudança substituindo Bradley “Android” Fodor pelo conceituado ex-jogador da 100 Thieves, Ethan Arnold, e aproveitou a chance. O Android não foi a razão pela qual a RNG não conseguiu sair dos grupos na primeira qualificatória fechada, mas é raro um jogador do calibre de Ethan chegar ao mercado e a NRG agiu rapidamente para contratá-lo.

E em sua primeira partida com a NRG, ele provou seu valor em um papel mais definido, diferentemente da forma como jogava na 100 Thieves.

Na partida na qual a NRG não perdeu um mapa sequer, Ethan jogou de forma predominante com Kay-O e Skye, criando uma oportunidade enorme para seu companheiro de equipe Sam “s0m” Oh e até terminou com uma participação em abates (KAST) de 100% em Bind contra os Pittsburgh Knights.

A equipe se classificou contra um elenco da Version1 sem Maxim “wippie” Shepelev, barrado por problemas com seu visto. Apesar de não ter wippie, a V1 foi formidável com Matthew “Wardell” Yu jogando principalmente com o operador Chamber. A NRG levou duas vitórias em cima da V1, a enviou para a chave dos perdedores e se classificou para outra qualificatória fechada.

Classificado na fase 2 do VCT Challengers da AN: FaZe Clan

Já faz bastante tempo desde que a FaZe Clan era relevante no cenário de Valorant. Felizmente para eles, FaZe foi capaz de obter membros do antigo elenco da Rise que obtiveram ataques de sucesso e os levaram até sua primeira qualificatória fechada.

Adicionar Phat “supaman” Le, Kevin “poised” ngo e Jake “poach” Brumleve da Rise para capacitar os ótimos Andrej “babybay” Francisty e Quan “dicey” Tran deu muito certo. A equipe fechou o fim de semana fazendo 4-0.

Na verdade, a FaZe foi pressionada por todas as equipes que enfrentaram na chave, mas dicey e babybay continuaram a apresentar performances dominantes como resposta. Em quatro partidas oficiais, a dupla fez junta +135 na proporção abates/mortes e +32 nos duelos de abertura. O restante da equipe foi negativa em todos os mapas, jogando para apoiar a mentalidade da dupla babybay e dicey.

A FaZe estava confiante nas lutas, sem medo de fugir da briga com dicey de Chamber e babybay de Jett. Na verdade, babybay teve um ano e tanto em termos de média geral de combate (ACS), mas a adição dos jogadores da Rise aparentemente deu a ele mais confiança para duelar com companheiros de equipe melhores preparando-o para obter abates. Em termos de poder de fogo, poucas equipes na AN possuem uma dupla tão assustadora quanto dicey e babybay.

Classificado na chave inferior: TSM

O returno da RSM acaba sendo a surpresa da primeira semana. A saída tardia de Wardell marcou uma nova era da TSM em Valorant, e eles responderam rapidamente contratando os talentosos Johann “seven” Hernandez e o ex-GenG Anthony “gMd” Guimond.

GMD já jogou em três equipes diferentes desde o começo de 2022 (100 Thieves e T1 sendo as outras duas), mas encontrou seu lugar com Chamber na TSM. Por outro alado, gMd é conhecido por fornecer grande valor no servidor, mas ficou travado em um elenco da GenG que não ia a lugar nenhum.

Contratar esses dois ativou seu plano de jogo e deu a Corey “corey” Nigra mais espaço para jogar com Raze. Apesar de estar vindo da chave inferior, este é o VCT Challengers mais promissor para a TSM desde agosto de 2021. A perda de Wardell não os sufocou, mas abriu mais as opções de jogo, tornando-se menos dependente do seu operador principal para obter abates.

Classificado na chave inferior: Luminosity Gaming

Classificações consecutivas para uma das equipes norte-americanas Tier 2 mais consistentes. Após a reviravolta chocante com a Version 1 durante os playoffs da Fase 1, as expectativas eram um pouco maiores para a LG na Fase 2. A equipe teve um pouco de dificuldade contra a TSM, mas teve vitórias contra Sentinels e V1 na chave inferior para obter a última vaga de classificação.

Quanto às equipes que perderam a chance de classificação para as qualificatórias abertas da fase 2 do Challengers da AN, elas terão uma chance de redenção a partir da quinta-feira, dia 5 de maio.

Traduzido por: Giuseppe Carrino

Blake Van Poucke -

Blake Van Poucke

| Twitter: @TokyoDown

Blake Van Poucke is a Valorant writer at esports.gg. He found esports through the early days of MLG and the Super Smash Bros Melee scene. He's been competing and writing about esports dating back to 2008. He has written for several publications and wishes to return to in-person esports events in 2022