Com o Dia 1 do evento principal do International chegando ao fim, nos despedimos de todas as equipes sul-americanas competindo no torneio.

Infelizmente, só pode haver um vencedor do International. E por causa da fase de grupos e dos eventos de terça (12), não será uma seleção sul-americana. Todas as três equipes competindo no TI deste ano foram eliminadas.

No início da fase de grupos, duas equipes sul-americanas foram eliminadas de seus respectivos grupos. Infelizmente, o Thunder Predator foi eliminado sem vencer um único jogo. SG Esports conseguiu ganhar uma série. Isso não quer dizer que ambas equipes jogaram mal; na verdade, muitos dos jogos foram disputados. Com o tempo, talvez veremos essas equipes novamente no Circuito Profissional de Dota do ano que vem.

Falando da Beastcoast, a equipe chegou ao TI com um desempenho muito sólido. Ela terminou com duas vitórias, três empates e três derrotas. Os comentaristas têm destacado desempenhos excepcionais do atacante Adrián “Wisper” Céspedes Dobles. Como resultado disso, a BC conseguiu escolher o seu adversário na chave inferior. Escolheram a Alliance, equipe da divisão superior da Europa Ocidental que vinha apresentando um desempenho com um nível um pouco mais baixo, com uma vitória, dois empates e cinco derrotas.

De acordo com as regras do International, as partidas da primeira rodada na chave inferior são eliminatórias. Para os analistas, Beastcoast era em grande parte o favorito para esta partida.

Ambas as equipes nesta partida escolheram muito heróis com os quais se sentiam seguros. Na Beastcoast, Héctor Antonio “K1” Rodríguez teve a oportunidade de jogar com seu personagem de assinatura, Sven. Jean Pierre “Chris Luck” Gonzales, jogou com um de seus favoritos, Windranger. Enquanto isso, para a Alliance, eles pegaram o sempre presente Dragon Knight para Gustav “s4” Magnusson. Além disso, Linus “Limmp” Blomdin jogou com uma Lina de dano elevado para uma realizar uma partida favorável.

A situação foi péssima para a Beastcoast. K1 acabou morrendo primeiro e o restante da partida também não foi muito boa para ele. Em todas as travessas, cada um dos jogadores da Beastcoast não conseguiu obter a melhor. Apesar das desvantagens iniciais, k1 ainda foi capaz de farmar incrivelmente bem e, por fim, conquistar a posição de melhor da partida nesse aspecto. Com alguns buy backs bem utilizados, a Beastcoast foi capaz de permanecer no jogo apesar da desvantagem.

Embora a Beastcoast tenha aguentado o máximo que puderam, eles foram incapazes de conter a maré da Alliance. Assim, com o golpe final contra o Ancestral, foram eliminados do International.

Apesar da derrota, a Beastcoast ainda tinha alguma esperança para seu futuro em Dota. Alvaro “Avo +” Sanchez conversou com Chris Luck e Elvis “Scofield” De la Cruz Peña para lhes perguntar como se sentiam. Ambos os jogadores disseram que apesar de ser uma situação muito estressante, eles não estavam sentindo tanto a pressão e estavam apenas se concentrando no jogo. Scofield disse que daqui para frente, eles precisam melhorar a comunicação para que possam evoluir como uma equipe. Apesar de uma derrota pesada, a equipe ainda tinha sorrisos em seus rostos, por jogar o jogo que amam.

Para saber mais novidades sobre o International, fique aqui em esports.gg!

Traduzido por: Giuseppe Carrino

Christian Decker -

Christian Decker

Christian is a student from Schenectady, New York, studying at Albany Law School. He is an avid gamer, writer, podcaster, and content creator who is passionate about Dota 2 and music!