Panteras chegam ao Champions Stage pelo segundo major consecutivo.

A FURIA venceu a G2 no início da tarde desta terça-feira (17) e garantiu sua presença nos playoffs, o Champions Stage, do PGL Major Antwerp 2022. O confronto foi extremamente equilibrado e precisou de três mapas para ser decidido. Os Panteras levaram a melhor na Vertigo e na Ancient e, mesmo na Inferno, onde a FURIA perdeu, o placar foi apertado.

Confira um resumo da partida:

Vertigo

Escolha da FURIA, a Vertigo teve um belo início dos brasileiro no lado TR. Eles conseguiram vencer o pistol e emplacaram pontos mesmo do lado menos favorável. Contudo, no final do half, a G2 conseguiu acertar as pontas e ajeitar o seu lado CT. Ainda assim, a FURIA saiu para a troca de lados com uma desvantagem mínima de 8-7.

Jogando do lado CT, os brasileiros novamente venceram o pistol e aproveitaram os primeiros rounds para empatar e virar o placar. A G2 até fez alguns pontos e passou à frente de novo, mas não durou nada. Assim, a FURIA voltou a fazer round atrás de round para fechar a Vertigo em 16-12 e começar bem na MD3.

Inferno

Inferno foi o mapa da G2, que começou do lado TR e fez vários pontos no início do mapa. Contudo, para o azar de Nikola “NiKo” Kovač e companhia, pelo menos no half, a FURIA equilibrou as ações e trouxe pelo menos a vantagem mínima no seu CT: 8-7.

Contudo, Andrei “arT” Piovezan não conseguiu trazer o mesmo ímpeto para o seu time no lado TR da Inferno. Os brasileiros até começaram o half bem, mas em um round econômico da G2, a FURIA falhou em fechar o ponto e, a partir daí, começou a levar rounds em sequência. Infelizmente, os Panteras ameaçaram uma reação, quase levaram para a prorrogação, mas não conseguiram. 16-14 para a G2.

Ancient

Em um mapa que valia vaga nos playoffs, a FURIA começou do lado desfavorável, TR. Assim, a G2 teve um início de mapa superior ao da equipe brasileira. Entretanto, não demorou para que os Panteras começassem a conquistar pontos importantes no pior lado da Ancient. Ao final de half, o placar era de 10-5 para a G2.

Na virada de lados, foi troca de forçados. A FURIA conseguiu o pistol, mas perdeu o seguinte para a G2, que perdeu para o forçado da FURIA. Este round foi decisivo para que os brasileiros conseguissem levantar a moral e emplacar diversos pontos em sequência e até mesmo virarem o jogo. Aliás, depois de conseguirem este round eco, a FURIA não tomou mais pontos e fechou a partida em 16-11.

Fique ligado no esports.gg para as últimas novidades e atualizações sobre CS: GO.