Brasileiros não venceram no primeiro dia de disputa do Grupo D; FURIA e Team One jogam amanhã, às 8h30.

Nesta quarta-feira (1), os brasileiros postulantes ao título da ESL Pro League Season 14 fizeram sua estreia na competição. Em partidas válidas pelo Grupo D, FURIA e Team One enfrentaram dois adversários russos. A equipe de Andrei “arT” Piovezan pegou a Entropiq, e Pedro “Maluk3” Campos e companhia encararam a poderosa Gambit.

A Team One mesmo com a derrota chegou a surpreender no primeiro mapa, mas o segundo não foi do jeito que os brasileiros esperavam e a Gambit impôs uma derrota de 2 a 0 na estreia da ESL Pro League.

Já a FURIA entrou no servidor para enfrentar a equipe russa da Entropiq com uma situação inusitada: o coach Nicholas “guerri” Guerri precisou ser o stand-in após complicações na inscrição de André “drop” Abreu e Lucas “honda” Honda não poder viajar, uma vez que sua mãe testou positivo para COVID-19. Com essas complicações, a FURIA até tentou, mas não conseguiu bater a Entropiq, perdendo por 2 a 0.

O próximo compromisso dos brasileiros será o confronto entre si na próxima quinta-feira (2), às 8h30.

FURIA tropeça na estreia

Overpass

Na Overpass a presença de guerri não foi um problema, muito pelo contrário, o coach foi o jogador com maior K/D da FURIA no mapa e teve direito até mesmo a eliminação com faca para cima do time russo. Apesar disso, a FURIA não conseguiu garantir o mapa após apresentar um lado TR com falhas. A Entropiq até chegou a tomar um susto, mas no ponto decisivo conseguiu fechar a Overpass em 16×14. gueri finalizou o mapa com um rating de 1.25, o maior pelo lado da FURIA. Já pela Entropiq o destaque foi Viktor “Lack1” Boldyrev com rating 1.09.

furia

Ancient

A FURIA começou do lado TR e o jogo não encaixou, com a Entropiq conseguindo abrir um sonoro 9×1, porém Kaike “KSCERATO” Cerato conseguiu se destacar para conseguir mais 2 pontos para FURIA, fazendo com que o time respirasse um pouco, finalizando o half perdendo por 12×3.

No lado favorável do mapa, a FURIA conseguiu fazer o pistol, se colocando de volta no jogo e emplacando alguns rounds, perdendo poucos, chegando a encostar no placar e chegou a ensaiar uma reação, chegando aos 13 pontos. Porém, apesar do susto, a Entropiq se aproveitou da gordura que criou na primeira metade e conseguiu garantir a Ancient e a MD3, vencendo por 16×13.

Team One perde a primeira na ESL Pro League

esl pro league
malbs, jogador da Team One. Foto: Foto: Stephanie Lieske/ESL

A Team One começou com derrota, mas surpreendeu. Os brasileiros enfrentaram a Gambit, uma das melhores equipes do cenário internacional do CS:GO. A derrota foi por pouco uma vez que os russos precisaram dos 30 rounds para levar a Mirage, escolha da Team One, por 16-14.

Em Ancient, o ímpeto brasileiro não foi igual ao mapa de sua escolha. Depois de um 9-6, o primeiro tempo causou a impressão de que o jogo seria semelhante a Mirage, mas a etapa final mostrou justamente o oposto disso. Contando com alguns erros da Team One, os russos não deram esperanças para os brasileiros após dominarem no lado defensivo e vencerem por 16-6.

Fique ligado em esports.gg para as últimas notícias e atualizações de CS:GO.

Filed Under
Bruno Martins -

Bruno Martins

| Twitter: @yo_brunoM

Jornalista. Na cobertura de esports desde 2018 e especializado em jogos de FPS como CS:GO e Rainbow Six.