Foi dada a largada para o VCT Masters e o esports.gg fez um resumo da primeira rodada; confira como foi o primeiro dia de competição.

O primeiro dia do VCT Masters se encerrou e começou a definir o inicio do campeonato. Em jogos disputados nesta sexta-feira (10), as equipes da SuperMassive Blaze, Acend, G2 Esports, F4Q, Havan Liberty e 100 Thieves estrearam no campeonato. Infelizmente, a Havan Liberty, equipe brasileira presente na competição, estreou com uma derrota amarga. Confira como foi esse primeiro dia e o que podemos aguardar do que vem para frente.

SuperMassive Blaze x Acend

O primeiro confronto teve um gosto de revanche! As duas equipes vieram da região da EMEA e se enfrentaram durante o VCT Challengers EMEA. O encontro foi na final da chave superior, com a SuperMassive conseguindo a vitória por 2-1.

Com isso, era esperado que o confronto entra ambas as equipes fosse recheada de jogadas. E foi exatamente isso que aconteceu! Todas as jogadas foram intensas, mostrando que a equipe da Acend não estava contente com a sua derrota no VCT EMEA.

Os mapas escolhidos foram Bind, por parte da Acend, Ascent, por parte da SuperMassive e Icebox, pela equipe da Acend. Entretanto, não foi necessário todos eles, o time da Acend conseguiu a vitória por 2-0. O mapa da Bind terminou em 13-5, com a Acend conseguindo fazer 10-2 na primeira metade. Enquanto isso, o mapa da Ascent terminou em 13-9.

A equipe da SuperMassive até chegou conseguir uma vantagem grande no mapa da Ascent. Inicialmente, a equipe havia tomado um 5-0, mas reverteu a pontuação num 7-5. Entretanto, isso não foi suficiente e a equipe da Acend saiu vitoriosa.

O MVP foi para o jogador turco Mehmet Yağız “cNed” İpek. Ele conseguiu uma pontuação de combate de 293 e um K/D/A de 43/26/5.

G2 Esports x F4Q

O segundo duelo foi entre a equipe europeia, G2 Esports e a sul coreana, F4Q. Ambas as equipes estão no grupo D, que possui apenas três equipes. Por conta disso, esse foi apenas o primeiro duelo entre os dois times (não sabe o que estamos falando? Confira o nosso Guia do VCT Masters Berlim).

Já era de conhecimento que, o ritmo de jogo da G2 era extremamente rápido. Enquanto que os coreanos eram mais responsivos, esperando o contato dentro das áreas dos bombs. Então, tivemos o confronto entre dois estilos totalmente distintos.

Os mapas escolhidos foram Ascent, por parte da G2, Bind, por parte da F4Q e Haven, por conta da G2. Todos os mapas acabaram sendo jogados, mas quem saiu vitorioso, foi a G2 Esports, num 2-1. O primeiro mapa foi um controle, quase que absoluto da G2. Os jogadores conseguiram finalizar a primeira metade num 11-1, deixando poucas margens para o adversário. Por fim, o mapa terminou em 13-5 e a G2 saiu na vantagem.

Enquanto que, no segundo mapa, o time europeu pareceu ter se perdido e a F4Q conseguiu encaixar um jogo no seu ritmo. O time coreano chegou a fazer sete rodadas em sequência e a sua primeira metade terminou em 8-4. A virada de lados ainda se mostrou forte para a F4Q, que terminou o mapa em 13-9.

Por fim, o último mapa teve uma primeira metade mais equilibrada, com as equipes trocando algumas rodadas. Seu inicio terminou com a vantagem da G2, por 7-5. Portanto, o equilíbrio existente na primeira metade, se encerrou na virada de lados. A G2 conseguiu emplacar o seu ritmo de jogo e terminou com uma vitória, por 13-8.

100 Thieves x Havan Liberty

A última partida foi entre a equipe norte americana, 100 Thieves e os brasileiros da Havan Liberty. Mesmo sabendo da dificuldade vinda da partida, os torcedores brasileiros demonstravam o seu apoio para a equipe. O Twitter ficou recheado de mensagens de apoio e torcida. Entretanto, o pior aconteceu e a equipe brasileira foi derrotada.

Os mapas escolhidos foram Ascent, pela 100 Thieves, Icebox, por parte da Havan Liberty e Haven, pela 100 Thieves. O time da 100 Thieves é conhecido pela sua Ascent controlada e a liberdade dada ao seu jovem duelista, Peter “Asuna” Mazuryk. Por outro lado, a Icebox brasileira, em especial da Havan, é extremamente forte, com estratégias fortes e impactantes.

Confira como foram as partidas:

Primeiro mapa – Ascent

Aqui, os espectadores foram surpresos por duas composições bem semelhantes, mas extremamente distinta. O time brasileiro apostou na sua composição de três iniciadores, com Sova (krain), Skye (Myssen), Breach (shion), Astra (pleets) e Jett (liazzi).

Do outro lado, a equipe norte americana veio com três iniciadores, porém a sua estrutura e função era diferente. Os agentes escolhidos Skye (Ethan), Kay/O (steel), Sova (Hiko), Omen (nitr0) e Jett (Asuna). Enquanto os brasileiros apostavam numa composição neutralizante, o seu rival queria informações. As habilidades do Kay/O, principalmente a sua primária, Zero/Point, fornecia as informações essenciais de um ponto do mapa.

Tendo isso em vista, era de se esperar um jogo complicado e foi o que aconteceu. As duas primeiras rodadas, chamadas de ‘Round Pistol’, foram pontuadas pela Havan Liberty. Portanto, depois desses dois pontos, a equipe fez apenas mais um ponto, ao todo.

O time norte americano conseguiu a vitória por 13-3, com um domínio absoluto e demonstrando a força da sua composição. De fato, o uso dos iniciadores, a fim de fornecer informação, foi crucial. Diversos ataques foram neutralizados, seja pelas fumaças da Omen ou da sequência de reconhecimento, por parte do Sova, Skye e Kay/O.

Segundo mapa – Icebox

O segundo mapa era muito aguardado pelos torcedores brasileiros. A Icebox da Havan é extremamente forte, com um ataque certeiro e uma defesa consolidada. A composição escolhida pelos jogadores brasileiros foi usando a Reyna (shion), Viper (Myssen), Sage (pleets), Sova (krain) e Jett (liazzi). Do outro lado, a 100 Thieves optou por usar os agentes Reyna (Asuna), Omen (Ethan), Sova (Hiko), Killjoy (steel) e Viper (nitr0).

Ambas as composições foram mais confortáveis para ambos os times. É muito comum o uso de agentes, como Sova e Viper na Icebox, por conta das suas habilidades de dano. Elas podem ser usadas tanto para parar um plant, quanto para parar a desativação da Spike.

Na primeira metade, tivemos pequenos relances da força brasileira. A Havan conseguiu controlar um 5-1, num 5-4, mas esses foram os seus pontos da primeira metade. O time da 100 Thieves conseguiu terminar a primeira metade em vantagem e terminou num 8-4.

Na virada de lados, a Havan Liberty conseguiu ganhar, novamente, as duas primeiras rodadas. Mas isso não foi o suficiente e o time adversário conseguiu neutralizar a sua defesa. O mapa terminou em 13-6 e a Havan Liberty foi para a parte inferior da tabela.

A equipe brasileira ainda tem uma chance no VCT Masters. Ela irá esperar o resultado entre Crazy Raccoon e Gambit Esports. O jogo irá acontecer no dia 11/09 às 13h.

Próximas partidas

As partidas do segundo dia terão duelos dos grupos A, B e C. Os confrontos e horários são os seguintes:

  • Vision Strikers x Paper Rex – 10h
  • Gambit Esports x Crazy Raccoon – 13h
  • Vivo Keyd x Team Envy – 16h

Ou seja, o Brasil volta a jogar em breve e novamente será contra uma equipe norte americana. Todos os jogos serão transmitidos pelo VALORANT Esports Brasil, através dos canais oficiais no YouTube e na Twitch TV.

Fique ligado no esports.gg para todas as atualizações e novidades de VALORANT.

Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT. Experiência em portais como Globo Esporte e passagem em times de esports.