Conheça mais da trajetória da organização campeã do VCT Challengers até sua classificação ao VCT Masters.

Depois do dossiê da Havan Liberty, nada mais justo do que contar um pouco da trajetória da campeã do VCT Challengers Brazil. A Vivo Keyd é a segunda representante do país no Masters, que acontecerá em Berlim e começa neste dia 10 de setembro, sexta-feira. A equipe tem uma história curiosa: é formada por um elenco de jogadores que foram convidados a se retirar de outras grandes equipes do cenário nacional. Confira toda a jornada, da formação até o título – que foi surpreendente.

A Vivo Keyd

A Vivo Keyd é uma organização tradicional em diversas modalidades, acumulando títulos em diversos jogos. No Valorant, o time surgiu há pouco tempo, mas com uma proposta bem ousada. A equipe surgiu em 2020, durante a Copa Rakin, e sua primeira composição, que participou de diversos campeonatos de menor expressão, era formada por:

  • Túlio “FLG1″
  • Gabriel “patochovsk”
  • Rafael “NikkoLAN”
  • Alex “GTFAFMX”
  • Joseph “Tecnosh”
  • Renan “NANZIN”

Essa line-up ficou junta por alguns meses, mas foi rapidamente substituída por alguns jogadores já famosos no cenário nacional:

  • Gabriel “cpx”
  • Brenno “zap”
  • Vinicius “Veroneze” (ex-SLICK)
  • Luis “PryZee”
  • Henrique “Maverick” (ex-SLICK)

Mais uma vez, a formação não durou muito tempo. E, para a surpresa de todos, um time composto por jogadores dispensados de suas equipes chegou à Vivo Keyd. Jogadores que se destacaram em diversas competições e chamaram a atenção da VK, que conseguiu garantir a vaga para o VCT Challengers e foi além, garantiu a vaga para o Masters.

Formação atual

No dia 14 de junho, durante a Copa Rakin, um time que jogava sob a alcunha de “Desempregados” foi, ironicamente, empregado. Composto por jogadores que haviam deixado suas equipes, o estilo da cada um deles se encaixou perfeitamente. Com tantos nomes de destaque, o time acabou ficando conhecido como “Dream Team”.

  • Olavo “heat” – A estrela do time da Havan Liberty, jogador com uma maestria excelente da agente Jett;
  • Jonathan “JhoW” – O ‘Iceman’ da Gamelanders, com uma ampla gama de agentes ao seu dispor;
  • Gabriel “v1xen” – O grande controlador da antiga Vorax, um dos jogadores que conseguiram masterizar a complexa Astra;
  • Murillo “murizzz” – O segundo duelista, vindo da antiga paiN Gaming, time que buscava o crescimento no cenário;
  • Lucas “ntk” – Iniciador, que veio da SLICK e disputava com Gustavo “sacy”, da Team Vikings, o posto de melhor Sova.

Vivo Keyd nas finais do VCT Challengers Brasil Series 3

vct masters

Antes de começarmos a falar da jornada da equipe nas finais, vale a pena relembrar como foi a sua classificação para a final. A equipe buscou participar de todas as três etapas, mas se classificou apenas na terceira e última delas.

O primeiro algoz foi a FURIA, na primeira etapa classificatória, em uma derrota por 2-1 nos mapas Icebox (13-11), Bind (14-16) e Split (7-13). Logo em seguida, já na segunda classificatória, a derrota foi para a Stars Horizon, em uma opressivo 2-0. Na ocasião, os mapas jogados foram Ascent (7-13) e Haven (8-13). Porém, na última e decisiva etapa, a equipe conseguiu se classificar e garantir sua vaga para o Challengers.

Já no VCT Challengers Brazil, a Vivo Keyd começou sua jornada com uma amarga derrota para a Sharks. Um confronto que terminou em 2-0, disputado nos mapas Haven (13-5) e Icebox (13-9). Com a derrota, a equipe caiu para a chave inferior, o que significava que não poderia perder mais nenhuma partida.

A partir daí, a jornada de redenção começou. O primeiro confronto seria logo com um dos times que formavam o top 4 brasileiro, a tradicional Gamelanders Blue. A vitória por 2-1 trouxe de volta a confiança que o time precisava para encarar os duros desafios que viriam pela frente. Com partidas disputadas nos mapas Breeze (13-5), Bind (12-14) e Haven (13-9), o grande destaque foi o desempenho de heat no mapa derradeiro: 37 eliminações em 22 rodadas – média de 1,68 abates por rodada.

A segunda partida era contra mais um time considerado um dos melhores do país, a Sharks Esports, equipe que havia se classificado para o VCT Masters disputados em Reykjavík e que vinha de um tempo jogando na Croácia. Novamente os Guerreiros triunfaram, com uma vitória por 2-1 em combates intensos, com amplo domínio nos mapas Breeze (13-5) e Icebox (13-1). Icebox foi palco de uma defesa quase perfeita: 11-1 e, logo em seguida, dois ataques certeiros.

O próximo confronto era contra ninguém menos que a Team Vikings, a mais temida equipe do cenário nacional. A VKS se encontra no topo dos pontos do Mundial de Valorant e é bicampeã do VCT Challengers. Outra vitória por 2-1, mas dessa vez em três mapas extremamente disputados, com direito à uma longa prorrogação para decidir quem se classificaria para a final da chave inferior: Icebox (13-6), Haven (6-13) e Split (17-15).

Eliminando um a um seus adversários, finalmente a disputa contra a FURIA, equipe que vinha em um bom ritmo no campeonato e era considerada a grande favorita. Além disso, a Vivo Keyd vinha de um confronto exaustivo contra a VKS e enfrentar os Panteras logo em seguida parecia impossível. Entretanto, na prática as coisas foram diferentes e a vitória marcante por 2-0 nos mapas Ascent (13-10) e Breeze (13-10) coroou os renegados com a classificação para o Masters.

A final seria contra a estratégica Havan Liberty, que vinha em uma fase incrível e não havia perdido nenhum mapa durante toda a competição, chegando na final como favorita absoluta. Ainda assim, a vitória da Vivo Keyd fechou com chave de ouro uma jornada incrível de redenção, que premiou um elenco extremamente capaz e bem preparado para o Masters.

A melhor de cinco foi definida em apenas três mapas: Split, Bind e Icebox. O amplo placar de 3-0 não escancara o equilíbrio entre as equipes, que decidiram dois mapas na prorrogação em partidas equilibradas: 13-11, 16-14 e 14-12, respectivamente.

O que esperar da Vivo Keyd no VCT Masters

Muitos consideram a Vivo Keyd um dos grandes favoritos do VCT Masters. Ainda assim, é um pouco cedo para dizer que o time realmente tem potencial para a conquista. Conhecemos as equipes de fora e sabemos como suas estratégias são impactantes e neutralizam bem os pontos fortes adversários. Assim, esperamos por jogos apertados e complicados, ainda mais contra europeus.

A grande esperança da Vivo Keyd está em heat. O jogador tem um estilo de jogo rápido e preciso, conseguindo fazer diversas eliminações e garantindo muitos first bloods, que podem ser decisivos. Mas engana-se quem pensa que somente heat se destaca na equipe. O time chega entrosado com um grande trabalho em conjunto, com flashs e smokes bem executadas, deixando os adversários confusos para o duelista fazer seu trabalho com maestria.

O que deixa a campanha da Vivo Keyd em cheque é a possibilidade dos adversários terem estudado o estilo de jogo adotado pela equipe. É difícil vermos algum tipo de adaptação entre as partidas, e mudanças drásticas de estratégia normalmente não dão certo. Contudo, caso esses detalhes sejam trabalhados durante a estadia da equipe em Berlim, podemos ver um time forte e competitivo, com chances reais de título e de classificação para o Mundial que acontecerá no fim do ano.

Com tudo isso em mente, sabemos que a jornada das equipes brasileiras será intensa. Enquanto a Havan Liberty aposta em suas estratégicas e um estilo de jogo mais tático, a Vivo Keyd vem com intensidade e rapidez, que costumam deixar seus adversários perdidos.

Os adversários da Vivo Keyd

vct masters tabela

A Vivo Keyd está no grupo B, um dos grupos mais tranquilos do campeonato, mas que ainda exige cautela:

  • Vivo Keyd – 1o lugar no Brasil;
  • Team Envy – 3o lugar na América do Norte;
  • Krü Esports – 1o lugar na América Latina;
  • ZETA DIVISION – 1o lugar no Japão.

Seu primeiro confronto será contra a Team Envy, uma das equipes classificadas da América do Norte. A equipe vem de um confronto apertadíssimo contra a 100 Thieves, decidido em 3-2 nos mapas Haven (13-5), Breeze (10-13), Ascent (10-13), Icebox (13-8) e Split (5-13).

O VCT Masters começa na próxima sexta-feira, dia 10 de agosto. As partidas começam às 10 horas da manhã. Fique ligado no esports.gg para mais notícias e novidades de VALORANT.

Filed Under
Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT. Experiência em portais como Globo Esporte e passagem em times de esports.