FURIA, Gamelanders e TBK Esports dão adeus a competição

Os playoffs do VCT BR trouxeram mais uma rodada de jogos emocionantes. Foram três partidas empolgantes que mandaram três times de volta para casa. Gamelanders Blue e TBK Esports foram as primeiras equipes a se despedir do campeonato. Dessa forma, em seguida, a FURIA também deu adeus ao VCT ao perder para a Vivo Keyd. Agora, a Keyd aguarda o resultado entre LOUD x NIP, pela final da chave superior.

Gamelanders cai atirando

dgzin, chase, Nyang, v1nNy e Fuzari, jogadores da Gamelanders Blue, eliminados do VCT BR – Fonte: Gamelanders

O primeiro jogo do dia foi entre a FURIA e Gamelanders Blue. As duas equipes entraram no servidor com tudo e trouxeram três mapas com jogadas do mais alto nível no VALORANT. Não a toa o terceiro mapa foi para a prorrogação, onde os Panteras garantiram sobrevida com muito suor.

Tudo começou na Ascent, mapa de escolha da FURIA. Essa preferência pela Ascent não é de hoje. Desde o início do ano, a equipe escolheu o mapa 4 vezes, ganhando todas elas. Então era esperado que a Pantera fosse com garras e dentes para manter a estatística perfeita. E foi exatamente isso que aconteceu. Com um início bem tranquilo, por 9-3, a FURIA passou poucos sufocos na primeira etapa, manteve o nível e finalizou a Ascent em 13-5.

Logo em seguida, foi a vez da Split, um mapa que aparece poucas vezes. Desde o início da competição, o mapa foi escolhido apenas 26 vezes, em 328 partidas disputadas, e só não perde para a Fracture, que teve somente 17 escolhas. Apesar disso, a Gamelanders tinha um plano para a Split. Mesmo com um resultado acirrado na primeira metade, o jogo sempre pareceu favorável para a GLB. No fim, a equipe saiu com a vitória por 13-7 e levou a decisão para a Haven.

Durante a primeira metade da Haven, parecia que a Gamelanders iria sair com a vitória bem tranquila. Foi um placar de 8-4, com uma defesa linda de assistir. Entretanto, quando os lados viraram, a FURIA começou a mostrar sinais de superação. O placar chegou a 11-7, mas foram cinco pontos em sequência da Pantera, que chegou a ter o match point, mas o jogo foi para a prorrogação. Após dois rounds jogados, a FURIA saiu com a vitória por 14-12.

Vivo Keyd e o show da virada

matheuzin, ryotzz, dyx, lukzera, tuyz e kon4an, jogadores da TBK Esports, antiga NOORG 2.0 – Fonte: TBK Esports

Se tem uma coisa que a Vivo Keyd mostrou nesta partida contra a TBK Esports, foi resiliência. Isso porque, apesar da vitória por 2-0, a equipe mostrou como estão preparados e sabem lidar com a adversidade. Nos dois mapas a VK ficou em situação de desvantagem, mas conseguiu colocar os nervos no lugar e virar o placar.

O mapa de abertura foi Breeze, escolha da Vivo Keyd. Inicialmente, a TBK foi a dominadora, mesmo no lado defensor, considerado o pior lado do mapa. O placar chegou a 6-1 e finalizou, na primeira metade, por 8-4. Porém, como falamos acima, a Vivo Keyd deu início ao show da virada que seria essa MD3. A TBK chegou a fazer um 10-4, mas os Guerreiros conseguiram empatar e finalizar o jogo por 13-11.

Encerrando o confronto entre as equipes, o mapa seguinte foi a Haven. Dessa vez, o mapa foi uma escolha da TBK Esports e eles mostraram uma maestria exemplar no começo do confronto. Novamente o placar de 8-4 apareceu na primeira metade, com uma TBK sendo feroz no ataque. E, novamente, a Vivo Keyd mostrou como é que se devolve uma desvantagem. O placar chegou a um 10-8, mas a VK finalizou logo, por 13-10, já se preparando para a sua partida final.

FURIA e Vivo Keyd – um clássico se desenha

qck e Nozwerr, jogadores da FURIA – Fonte: FURIA Esports

Por fim, para encerrar, a FURIA jogou contra a Vivo Keyd, valendo a sobrevivência e a ida para a final da chave inferior. Esse era um confronto bastante esperado, pois eram duas equipes que mantiveram a maior parte do elenco principal. Então, o hype pela partida estava elevado. O resultado final foi 2-0, mas o confronto entre as duas gigantes entregou muito equilíbrio.

O primeiro mapa foi a Icebox, escolha da Keyd. A primeira metade foi extremamente pegada. As duas equipes estavam se doando o máximo, punindo qualquer erro e não deixando ninguém em paz. O placar parcial foi de 7-5 para a VK, que começou na defesa. Quando os lados viraram, o ataque dos Guerreiros foi brutal. Eles conseguiram counterar as estratégias da FURIA, atacando nos dois bombs, deixando a equipe adversária confusa. No final, o mapa terminou em 13-8.

Por fim, o segundo mapa foi a Breeze, um mapa forte das duas equipes e de escolha da FURIA. Na primeira metade, a Pantera estava com garra para levar o jogo para o mapa decisivo, Fracture. Porém, quando os lados viraram, o placar de 7-5, favorável para a FURIA, se mostrou pequeno. A VK foi feroz, fazendo cinco pontos seguidos e finalizando a partida rapidamente, por 13-9.

Acompanhe os playoffs do VCT BR 2022

Tabela atualizada dos playoffs, do VCT BR 2022 – Reprodução: VALORANT Esports Brasil

As partidas terminaram, mas o VCT ainda está longe de acabar. Dessa vez, é o momento de brilhar das equipes da chave superior. A LOUD joga contra a Ninjas in Pyjamas, numa série melhor de cinco mapas e colocando uma delas na Grande Final.

Sexta-feira (24)

  • LOUD x Ninjas in Pyjamas – 13h

Esse é o primeiro encontro entre as duas equipes. Na fase de grupos, os dois times ficaram em grupos separados e acabaram finalizando na primeira colocação. Além disso, são duas organizações novas no cenário competitivo de VALORANT e que investiram numa equipe do início. Ou seja, um duelo de novatos, mas com jogadores experientes.

O que vai valer mais? A vivência internacional do xand ou toda a velocidade e agressividade do Aspas?

Para saber a resposta, não deixe de acompanhar as próximas partidas do VCT. Todos os jogos são transmitidos pelos canais oficiais do VALORANT Esports Brasil, pelo YouTubeTwitch e Nimo.

Para não perder nada do mundo dos Esports, fique ligado no  Esports GG. Acesse o site, Twitter e Instagram e fique por dentro das últimas noticias do mundo do VALORANT.

Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de Esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT.