A atualização 4.04 chegou com mudanças que irão impactar no meta do cenário profissional.

Um novo Ato chegou no VALORANT no início de março e, junto com ele, uma série de mudanças no jogo. Entre elas, algumas se destacaram, como por exemplo ajuste nos agentes Controladores, para deixá-los mais equilibrados. Além disso, o agente Yoru também recebeu um reajuste significativo. Com uma atualização com tantas alterações, qual será o efeito no meta competitivo?

Quais agentes estão fortes? Quais foram as mudanças na Icebox? Por que tantas pessoas estão comentando que a Astra morreu? Para ajudar a desvendar essa atualização do VALORANT, o Esports GG destrinchou as notas do update, confira.

Atualização 4.04

Agentes

Omen

  • Manto Sombrio (Smoke)
    • Tempo de Recarga reduzido: 40s >>> 30s.
    • Custo aumentado: 100 >>> 150.
    • Velocidade do projétil aumentada: 2.800 >>> 6.400.
  • Passos Tenebrosos (Teleporte)
    • Custo reduzido: 150 >>> 100.
    • Intervalo antes do teleporte reduzido: 1s >>> 0,7s.
  • Paranoia (Cegueira)
    • Avanço adicionado durante o surgimento, assim os jogadores próximos do Omen não serão atingidos.

Brimstone

  • Fumaça Celeste (Smoke)
    • Tempo de ativação reduzido: 2s >>> 1s.
    • Raio de ativação aumentado: 5.000 >>> 5.500.
    • Altura da fumaça aumentada para combinar com outros Controladores.
  • Sinalizador Estimulante (Estimulante de Combate)
    • Agora também concede 15% de Impulso de Velocidade além do Tiro Rápido.

Viper

  • Combustível
    • Drenagem de combustível aumentada em 50% quando Cortina Tóxica e Nuvem Venenosa estiverem ativas ao mesmo tempo.
    • A barra de combustível da Viper agora fica vermelha quando ela não tiver quantidade suficiente para ativar as habilidades.
  • Cortina Tóxica
    • Tempo de recarga depois de desativar aumentado: 6s >>> 8s.
    • Tempo de recarga agora começa a ser contado quando a fumaça começa a dissipar em vez de quando o telégrafo de desativação é reproduzido.
    • Intervalo de desativação reduzido: 1s >>> 0,8s.
    • Cortina Tóxica agora tem luzes amarelas para indicar quando está em Tempo de Recarga.
    • Cortina Tóxica não tem mais um intervalo ao ser desativada quando Viper for suprimida.
    • Agora uma fala única será reproduzida quando a fumaça for desativada pela supressão.
  • Nuvem Venenosa
    • Tempo de recarga depois de desativar aumentado: 6s >>> 8s.
    • Tempo de recarga agora começa a ser contado quando a fumaça começa a dissipar em vez de quando o telégrafo de desativação é reproduzido.
    • Intervalo de desativação reduzido: 1s >>> 0,8s.
    • Orbe de Veneno agora tem luzes amarelas para indicar quando está em Tempo de Recarga.
    • Orbe de Veneno não tem mais um intervalo ao ser desativado quando Viper for suprimida.
    • Agora uma fala única será reproduzida quando a fumaça for desativada pela supressão.
  • Veneno de Cobra
    • Duração reduzida: 6,5s >>> 5,5s.

Astra

  • Estrelas
    • Quantidade máxima Estrelas reduzida: 5 >>> 4.
    • Tempo de Recarga ao recolher Estrela aumentado: 14s >>> 25s.
    • Astra agora pode recolher Estrelas durante a Fase de compra para restituir parte da carga imediatamente.
    • Distância máxima do posicionamento de Estrelas aumentado: 10.000 >>> 30.000. Assim elas poderão ser posicionadas nos cantos mais distantes dos mapas.
  • Poço Gravitacional
    • Tempo de Recarga aumentado: 25s >>> 45s.
    • Tamanho do Poço Gravitacional reduzido: 525 >>> 475.
    • Poço Gravitacional não afeta mais quem estiver totalmente abaixo da habilidade.
  • Pulso Nova
    • Tempo de Recarga aumentado: 25s >>> 45s.
    • Pulso Nova não afeta mais quem estiver totalmente abaixo da habilidade.
  • Nebulosa
    • Tempo de Recarga aumentado: 14s >>> 25s.
    • Os Tempos de Recarga de Nebulosa agora são sequenciais em vez de simultâneos.
    • Tamanho da Nebulosa aumentado: 410 >>> 475.
  • Forma Astral
    • Enquanto estiver na Forma Astral, pings não são mais bloqueados pela geometria de nível invisível.
    • O círculo de alvo da Astra durante Forma Astral foi reduzido para um círculo que reflete o tamanho unificado de toda a utilidade da Agente.
    • O círculo de alvo da Astra não desaparece mais aleatoriamente ao mirar em alguns lugares do mapa.
    • Aceleramos a sobreposição que cobre a tela da Astra ao entrar e sair da Forma Astral.
    • Corrigido um erro que fazia as Estrelas serem posicionadas um pouco acima do lugar desejado.

Rework no Yoru

Yoru é o agente menos jogado no VALORANT. Desde o seu lançamento, o agente tinha um sistema de habilidades que não condizia com a classe de Duelista. Diversas vezes, o agente sofreu nerfs e buffs, tentando o tornar jogável. Porém, a cada novo agente lançado, mais esquecido Yoru ficava.

Então, pensando nisso, o sistema de balanceamento da Riot Games, resolveu reestruturar as habilidades do agente. A principal mudança é na skill ‘Distração’, que agora passou a criar uma cópia do campeão.

Distração

  • Cargas reduzidas: 2 >>> 1.
  • Vida da cópia: 150
  • A cópia agora é uma versão completa do Yoru correndo e só pode ser enviada para avançar.
  • Clicar com o botão direito posiciona um marcador imóvel para a cópia.
  • Reativar de forma parecida com passos cria uma cópia que avança.
  • Ao sofrer dano de uma arma inimiga, a cópia para de avançar, vira na direção do inimigo que atirou nela e explode depois de um breve intervalo.
  • Inimigos dentro do cone recebem um flash.

Passagem Dimensional

  • Número de cargas aumentado: 1 >>> 2.
  • Custo: 200 Créditos.
  • Redefinição do Tempo de Recarga por meio de carga removida. Redefinição com dois abates restaurada.
  • Um teleporte falso pode ser criado por Passagem Dimensional ao pressionar F enquanto passa o mouse por cima do sinalizador.
  • O teleporte falso reproduz sons e o portal exibirá efeitos como se Yoru estivesse tentando se teleportar.
  • Tempo necessário para se teleportar até o sinalizador reduzido: 1,5s >>> 0,5s.
  • O efeito sonoro do sinalizador de teleporte durante o trajeto reduzido: 22,5m >>> 12,5m.
  • Velocidade do sinalizador de teleporte aumentada: 675 >>> 800.
  • Ao ativar um teleporte falso, o sinalizador cria um pequeno efeito no chão por 30s para indicar a localização.

Espionagem Dimensional

  • Duração aumentada: 8s >>> 10s.
  • Yoru não é revelado para os inimigos.
  • Intervalo necessário para desequipar aumentado: 0,6s >>> 1,2s.
  • Yoru agora consegue conjurar todos os utilitários fora da ultimate.
  • Os passos de Yoru agora podem ser escutados em um raio de 15m da localização do Agente.
  • Atraso na conjuração de Espionagem Dimensional adicionado, evitando que haja exploração exacerbada da invulnerabilidade ao conjurar.

Atualização na Icebox

Icebox, um dos principais mapas do meta, sofreu mudanças significativas. Desde o seu lançamento, diversos jogadores viviam reclamando sobre alguns problemas dentro do mapa. O principal ponto era o ataque, que muitas vezes era totalmente desequilibrado. Assim, visando otimizar a Icebox, muitas partes do mapa foram mudadas.

Uma das mudanças, que era a mais aguardada, foi a movimentação do container amarelo, no bomb B. Sua posição era muito opressora, principalmente após o plant da Spike. Tirar os jogadores daquele local era bem complicado e o ataque ficava tranquilo, pois haviam poucos locais para invadir o bombsite.

Nova posição do contêiner, chamado de Amarelo, na Icebox – Reprodução: VALORANT Esports Brasil

“Uma das coisas que observamos no Ponto B é que os atacantes tomavam controle do Amarelo e ficavam lá até o fim da rodada. Faz sentido, já que o Amarelo fornecia um posicionamento muito bom e difícil de limpar.

Queríamos remover um pouco do poder desse local, mas ainda assim mantê-lo como uma posição vantajosa. Essas mudanças foram feitas para que os jogadores tenham que pensar duas vezes antes de se posicionarem nele e, além disso, torná-lo mais fácil de controlar com utilitários. Isso, além das alterações no próprio Ponto da Bomba que abordaremos a seguir, dará aos atacantes mais motivos para avançar no Ponto e controlar outras posições. Acreditamos que promover esse tipo de ação é saudável para a mecânica de jogo do Icebox.”

Riot Games em nota oficial

Ainda no bomb B, outra mudança foi no local de plant. A região foi extremamente modificada. A estrutura da defesa, dos contêineres, foram reformulados, dando novas possibilidades. Além disso, as caixas, que serviam de proteção para plantar a Spike, foram removidas.

Nova área de plant, na região do bomb B, na Icebox – Reprodução: VALORANT Esports Brasil

Agora, no lado do bomb A, uma mudança foi a principal. Conhecida como a área dos Canos, essa era uma região muito usada por duelistas atacantes. Isso porque apenas uma parte da cabeça ficava à mostra, o que facilitava colher bastante informação sem tanto risco para o adversário. Com isso, a parte que era possível subir, foi erguida, tornando a área como uma passagem e não um local de ataque.

Claro que existem diversas outras mudanças. Para verificar cada uma delas, recomendamos a leitura do artigo da Riot Games, sobre as mudanças da Icebox.

Impactos no meta com a mudança dos agentes

Astra, Omen e Brimstone, alguns dos Controladores do VALORANT – Reprodução: Riot Games

Quando se fala de impacto no meta, o primeiro assunto é a mudança nos controladores. A Astra era a controladora absoluta. Competitivamente, eram raras as vezes que ela não era escolhida. Durante o VCT BR, havia apenas um mapa em que ela não era usada, a Icebox, uma vez que lá, o domínio era melhor com Viper. Fora isso, eram raras as ocasiões que alguma equipe optava por outro agente nos demais mapas. Por exemplo, até então no VCT BR 2022, apenas uma equipe resolveu apostar em outro controlador, ao invés da Astra. No mapa da Split, a Ninjas in Pyjamas usou apenas o Omen.

Então, era esperado que, uma hora ou outra, a Astra passaria por mudanças, mas não da forma que aconteceu. Todas as habilidades da agente foram nerfadas, com um destaque para o tempo de recarga, que foi aumentado em todas elas. Ao fazer isso, é quase como se a Riot falasse o seguinte – “Não queremos que a Astra seja absoluta, observem os outros agentes e comecem a usar eles.”.

Em contrapartida, Omen e Brimstone passaram por alterações que os deixaram mais ‘competitivos’. A atitude da Riot não é necessariamente ruim, uma vez que é importante rotacionar os agentes e manter o meta constante e dinâmico.

Aliás, a Jett é um exemplo de alterações da desenvolvedora que deram um dinamismo ao cenário profissional. Isso porque a duelista, por muito tempo, dominou a opção de agente que usa Operator. Entretanto, a chegada de Chamber criou uma boa opção para a posição.

Agora, falando do Yoru, essa mudança é uma das que mais deixa incógnitas. A sua classe é a de duelista, algo que não é muito condizente com o que ele oferece. Alguns analistas costumam dizer que o agente iria se encaixar muito bem como um iniciador. Então, existem chances que alguma equipe faça alguma leitura diferente do agente e Yoru apareça nas partidas profissionais.

Suas habilidades estão funcionando de forma mais fluida, principalmente por conta de Distração. Se usado da forma correta, Yoru pode coletar informações preciosas. Além disso, agora sua ultimate permite o uso das outras habilidades do agente. Assim, ele pode se transformar em uma excelente opção para entrar nos bombs, pegar informação e voltar em segurança.

O que esperar da nova Icebox

Tela de carregamento, do mapa da Icebox – Reprodução: VALORANT

Pode ser cedo para afirmar alguma coisa da nova Icebox, mas as mudanças no mapa indicam um equilíbrio maior entre os lados. Era comum ver o lado atacante iniciar no bomb A e, nos rounds armados, os jogadores migrarem para o bomb B e a partir daí o terror começava. Se a defesa não fosse muito criativa, buscando fazer jogadas ousadas, o ataque iria dominar o bomb e garantir a rodada.

Todo o plant era no mesmo local, usando uma combinação de Sage e Viper. A Viper sobe a cortina tóxica e a Sage coloca a sua parede, criando uma zona de proteção muito grande. Ao mesmo tempo, ficava algum jogador no Amarelo, segurando qualquer ataque vindo da base da defesa.

Para exemplificar isso, confira essa rodada, que aconteceu no VCT BR 2022, entre a Ninjas in Pyjamas e Vivo Keyd.

A Viper usou a sua cortina, bloqueando bastante a visão adversária. Quando a cortina subiu, o ataque avançou de forma avassaladora, deixando a defesa recuada. Então, a Sage coloca a sua parede e faz o plant bem seguro. Enquanto isso, a Reyna ficou no Amarelo, segurando a posição, ao mesmo tempo que o Sova e a Jett protegiam a retaguarda.

Esse tipo de tática é padrão do mapa, tanto que as escolhas de agentes costumam ser sempre as mesmas (Jett, Reyna, Sova, Viper e Sage). A forma de anular esse tipo de tática seria com uma defesa agressiva, com uma Jett fazendo um abate no corredor e se reposicionando no Amarelo. Porém, caso isso aconteça, o bomb A fica desprotegido e o ataque pode rotacionar.D

Dessa forma, é compreensível a tentativa de mudanças no mapa. Ao mudar a posição do contêiner, o ataque não terá uma posição privilegiada e, para conseguir abrir, os jogadores irão ficar expostos. Além disso, sem a caixa dupla, a parede da Sage terá que ser colocada de outra forma e pode ser neutralizada no container de defesa.

Recepção dos jogadores profissionais

No Twitter, o sentimento, por parte dos jogadores, foi de bastante felicidade. Vários jogadores comemoraram as mudanças da Astra, que estava bem forte.

Gatti, ex-treinador da Vorax, de VALORANT, disse, com exclusividade, para o Esports GG, algumas impressões sobre a atualização.

“Acho que é uma atualização muito boa, principalmente porque, sem a Astra no meta, muita coisa muda, desde posicionamento, rotações e , acima de tudo, composições. A forma de jogar em muitos mapas vai ter que mudar, porque antes a Astra adicionava muitos recursos, agora cabe aos times descobrir como fazer isso. Acho que a segunda principal mudança de impacto imediato é o Brimstone, que recebeu bons buffs. Agora, já o Yoru parece forte, mas precisam ainda descobrir como usar ele em composições, não é simplesmente trocar uma Jett/Raze pelo Yoru.”

Gatti, treinador de VALORANT, ex Vorax

Ainda não se sabe quando o VCT BR 2022 vai jogar a nova atualização. Atualmente, o campeonato está na atualização 4.02. Espera-se que, nos playoffs do VCT essa mudança já esteja ativa.


O VCT BR acontece aos finais de semana, com duas partidas por dia. Os jogos podem ser acompanhados nos canais oficiais do VALORANT Esports Brasil, pelo YouTubeTwitch e Nimo.

Para acompanhar todas as noticias sobre VALORANT, fique ligado no Esports GG. Acesse o site, Twitter e Instagram e não perca nada do mundo dos Esports.

Filed Under
Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de Esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT.