Doze das melhores equipes de Valorant vão lutar na primeira LAN internacional do ano.

O primeiro evento internacional de Valorant do ano está quase chegando! Doze dos melhores do VCT lutarão em Reykjavik, na Islândia, pela chance de se tornarem campeões do Masters. Já houve muitas surpresas no mercado interno e os fãs poderão ver muitos rostos novos. Aqui estão todas as equipes que se qualificaram para o VCT Reykjavik até agora.

EMEA (Europa, Oriente Médio e África): G2 Esports, Fnatic e Team Liquid

Foto: Reprodução/Riot Games

Team Liquid

O Team Liquid tomará o lugar dos recém-coroados campeões do Challengers 1, FunPlus Phoenix. Hoje cedo, a Riot Games anunciou que devido a restrições de viagem e regulamentos da Covid19 em andamento, o FPX não poderá participar do Masters Reykjavik. Com o FPX não participando mais, a honra recai sobre a Team Liquid, que foi a quarta melhor colocada nos playoffs.

G2 Esports

A G2 Esports fez grandes ondas durante os playoffs dos desafiantes, com o lado da União Europeia chegando à grande final. Embora tenham perdido para o FPX, o G2 pode se orgulhar de seu desempenho e agora pode esperar seu segundo evento internacional do Valorant.

Fnatic

A Fnatic estará a caminho de Reykjavik pela segunda vez depois de competir na VCT LAN inaugural. Neste torneio, a Fnatic chegou às grandes finais, onde acabou perdendo para os Sentinels do lado da América do Norte. O lado EMEA vai tentar fazer melhor desta vez e é um dos favoritos para o torneio.

América do Norte: The Guard e OpTic Gaming

The Guard

Não há melhor lugar para começar do que com The Guard completando a corrida da cinderela. A organização recém-formada derrubou a perene Cloud9, que é considerada a melhor equipe da América do Norte. The Guard teve que passar pelas eliminatórias abertas para ter a chance de competir na Challengers. Eles passaram no teste com louvor depois de derrubar a OpTic Gaming nas grandes finais para se qualificar como a primeira seed.

OpTic Gaming

O elenco da OpTic Gaming retornará ao cenário internacional mais uma vez depois de se classificar na chave superior nos playoffs dos Challengers. Esta não é a primeira vez que este elenco competiu em uma LAN internacional. A formação da OpT estava anteriormente sob a bandeira NV, competindo em Masters 3 e Champs.

Coreia: DRX

Foto: Colin Young-Wolff/Riot Games

Anteriormente conhecido como Vision Strikers, o elenco do DRX retornará para mais um evento internacional. O DRX tentará compensar seu desempenho na Champs, onde não conseguiu sair da fase de grupos. O lado coreano dominou o torneio Challengers e está de volta ao seu lugar, no cenário internacional.

Ásia-Pacífico: Paper Rex e XERXIA

Paper Rex

Paper Rex estará de volta ao cenário internacional depois de competir no Masters: Berlin. O lado Valorant garantiu a primeira seed nos desafiantes da APAC (Ásia-Pacífico) depois de derrotar o XERXIA por 3-2 nas grandes finais. Paper Rex venceu seus últimos quatro torneios e é uma das melhores equipes da APAC.

XERXIA

A XERXIA é a segunda equipe da região APAC a se qualificar para o Masters Reykjavik. A equipe recém-formada da Tailândia terminou em segundo lugar no torneio APAC Challengers, perdendo para a Paper Rex por 3-2 na grande final. Esta será sua primeira competição internacional no Valorant e será uma grande experiência de aprendizado para seu elenco jovem. Seu jogador mais jovem é Surf, que competirá em seu primeiro torneio internacional Valorant aos 17 anos.

Este artigo será atualizado à medida que as equipes se qualificarem para o Masters Reykjavik.

Fique atento ao Esports.gg para as últimas notícias e atualizações do Valorant.

Tradução: Márcio Pacheco

Filed Under
Jordan Marney -

Jordan Marney

| Twitter: @MarnMedia

Jordan "Marn" Marney is an esports journalist from across the pond. Marn specialises in telling stories about League of Legends and Call of Duty. Marn has been a passionate esports fan since 2014 and has written for publications Unikrn, Esports Network, ESTNN and The United Stand.