FURIA e Sharks iniciaram a jornada rumo ao Masters de Berlim com vitórias na estreia; confira como foram os confrontos.

As finais do VCT Challengers chegaram, definindo o rumo da competição. Os dois primeiros colocados vão para o VCT Masters que vai acontecer em Berlim. Além disso, o campeonato vale pontos para o Mundial de VALORANT. O primeiro dia teve dois confrontos, em melhor de três mapas.

Os times que se enfrentaram foram a Sharks Esports contra a Vivo Keyd e, do outro lado, a Gamelanders Blue jogou contra a FURIA. Os jogos foram bem construídos, com jogadas lindas em todas as partidas. Confira como foram as partidas e os resultados.

Sharks Esports vs Vivo Keyd

O primeiro jogo do dia terminou com uma vitória por parte da Sharks Esports. Era esperado esse resultado, porém não da forma que foi, um 2-0. As equipes chegaram com bastante força e prometiam um jogo bem complexo. Os mapas escolhidos para a partida foram Haven, Icebox e Bind. Entretanto, apenas os dois primeiros foram jogados.

Como dizemos no nosso Guia do VCT, a Sharks Esports veio de um bootcamp na Europa. O time ficou quase duas semanas na Croácia, treinando e aperfeiçoando suas táticas. A Vivo Keyd veio com uma line bem forte e consolidada, buscando conquistar melhores resultados.

vct challengers

Primeiro mapa – Haven

Na estreia do VCT Challengers, o mapa da Haven foi escolhido pela Sharks Esports e foi algo surpreendente. A equipe jogou esse mapa 23 vezes, desde o surgimento da equipe. Dessas 23 vezes, houve 21 vitórias, ou seja, um aproveitamento acima de 90%.

Dito isso, era de se imaginar um mapa dominado pela Sharks e foi praticamente isso que aconteceu. A primeira metade foi uma sequência forte de ataques da Sharks, conseguindo ditar sete rounds seguidos. Mesmo com um respirar da Vivo Keyd, eles não conseguiram crescer tanto e terminou em 8-4.

Ao fim do jogo, a Vivo Keyd conseguiu fazer um ponto, depois de perder as rodadas iniciais. Entretanto, eles não conseguiram encaixar o jogo e perderam por 13-5. Wallacy “prozin” Sales foi eleito o MVP da partida, com 308 PMC (Pontuação Média de Combate).

Segundo mapa – Icebox

A Icebox foi escolhida pela Vivo Keyd, uma escolha bem certeira, mas que não foi bem executada. O time da Sharks Esports optou em começar atacando, com uma composição bem peculiar.

Mesmo sendo uma escolha da Vivo Keyd, eles terminaram a primeira metade em 7-5. Na virada de lados, a Sharks conseguiu fazer belas defesas, neutralizando bem vários ataques. Ao fim, a partida terminou em 13-9 e com isso, a Sharks foi a campeã. Gabriel “gaabxx” Carli foi eleito o MVP da partida, com 271 PMC (Pontuação Média de Combate).

Gamelanders Blue vs FURIA

vct challengers

Para encerrar o dia de VCT Challengers, a Gamelanders Blue enfrentou a FURIA, numa partida intensa. A FURIA acabou saindo vitoriosa, por 2-1. Os mapas escolhidos foram a Bind, Haven e Breeze. A Gamelanders conseguiu fazer um bom mapa, durante a Bind, fazendo ataques focados no pós plant.

Entretanto, durante a Haven, seu jogo começou a não encaixar e a Breeze foi um estouro, por parte da FURIA. A equipe vencedora fez um jogo excelente e se provou ser uma equipe forte para vencer essa etapa.

Confira como foram os jogos:

Primeiro mapa – Bind

Nesse mapa, a Gamelanders apresentou uma composição diferente do usual, focando em domínio de área e pós plant. Toda a partida foi dominada pelos jogadores da Gamelanders, não deixando a FURIA fazer uma sequência de pontos.

A primeira metade foi dominada pelos ataques do time da Gamelanders. As duas primeiras rodadas foram para a FURIA, porém eles não conseguiram administrar bem e perderam algumas rodadas em sequência. Ao fim da primeira metade do jogo, a Gamelanders fez 9-3, com uma vantagem boa.

Com a sua vantagem conquistada, a Gamelanders apenas administrou suas rodadas e conseguiu encerrar com vitória. O placar final foi de 13-5, com destaque para o Guilherme “Nyang” Coelho, com 288 PMC (Pontuação Média de Combate).

Segundo mapa – Haven

O mapa de escolha da FURIA se mostrou bem acirrado, principalmente durante a primeira metade. Nenhuma equipe conseguiu fazer uma sequência de pontos muito grande. Como a FURIA escolheu o mapa, a Gamelanders optou em começar defendendo. Com isso, a primeira metade terminou em 6-6.

Na virada de lados, a FURIA fez uma defesa forte demais. A Gamelanders não conseguiu fazer bons ataques e encontrou uma dificuldade notória. Com isso, a FURIA venceu o mapa, com um placar de 13-9.

Khalil “Khalil” Schmidt foi o MVP da partida, com 280 PMC.

Terceiro mapa – Breeze

O terceiro e último mapa foi a tão esperada Breeze. O recente mapa foi escolhido poucas vezes e por isso, sempre é muito esperado pelos espectadores. Por ser um mapa de escolha da Gamelanders, a FURIA escolheu atacar inicialmente.

Breeze é conhecida por ser um mapa unilateral. O ataque é extremamente favorável, principalmente depois de plantar a Spike. Dito isso, era de se esperar o placar inicial que a FURIA conseguiu conquistar. O placar da primeira metade foi de 10-2, uma vantagem bem elástica e difícil de reverter.

Com isso em vista, a FURIA venceu as próximas rodadas, não dando chance nenhuma da Gamelanders atacar. Ao fim, o placar foi de 13-2, com destaque para o Alexandre “xand” Zizi, com 379 PMC.


As finais do VCT Challengers Brasil continuarão, com partidas a partir das 17h. Confira nos canais oficiais do VALORANT Esports Brasil, pelo Youtube, Twitch e Nimo TV.

Fique ligado no esports.gg para mais notícias e novidades de VALORANT.

Filed Under
Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT. Experiência em portais como Globo Esporte e passagem em times de esports.