Em dia de eliminação, as equipes Stars Horizon, SLICK, NOORG 2.0 e Havan Liberty se enfrentaram, buscando a continuação na primeira série do campeonato.

O segundo dia do VCT Challengers Brasil foi decisivo para as equipes, pois aqueles que perderam, numa melhor de três mapas, estarão eliminados e terão que participar da próxima qualificatória. Os confrontos começaram entre Stars Horizon e SLICK e depois seguiram entre a Havan Liberty e a NOORG 2.0.

Ao fim da rodada, as equipes da SLICK e NOORG 2.0 avançaram na principal competição de VALORANT do Brasil. Havan Liberty e Stars Horizon terão que voltar na próxima competição para seguir com o sonho rumo ao Masters de Berlim.

SLICK elimina Star Horizon do VCT Challengers Brasil

O primeiro confronto começou num jogo bem intenso, com os mapas da Haven, Bind e Split. Portanto, não foi necessário a decisão dentro da Split, pois a SLICK conseguiu ditar o jogo e vencer por 2-0. Confira como foram os mapas desse primeiro jogo.

VCT Challengers Brasil
Vinicius “Veroneze” Ribeiro durante o First Strike, quando atuou pela equipe da paiN. Foto: Riot Games

Primeiro mapa, Haven

O primeiro mapa foi escolhido pela equipe da SLICK e por sua vez, a Stars Horizon escolheu o lado do ataque. Durante a primeira metade, a equipe da Stars Horizon conseguiu mostrar o seu jogo e uma série de ataques. A equipe chegou a abrir 6-0, porém eles não conseguiram manter o ritmo e deixaram empatar a primeira metade.

Na virada de lados, a Stars Horizon não conseguiu jogar, deixando a SLICK totalmente livre. Os ataques foram feitos com sucesso e o primeiro mapa terminou em 13-8.

Segundo mapa, Bind

Mapa de escolha da Stars Horizon, que foi palco da disputa anterior da equipe da SLICK, quando enfrentou a FURIA e perdeu por 13-4. Com isso, a equipe da SLICK escolheu o lado e optou por começar defendendo.

Aparentemente, a equipe da Stars Horizon não conseguiu aguentar a voracidade da equipe da SLICK. Com uma sequência absurda e um jogo excelente por parte do novato, Henrique “Maverick” Tozatto, a primeira metade terminou em 10-2 para o time da SLICK.

Na virada de lados, a SLICK continuou na sua força e não deixou a Stars Horizon respirar, ditando, claramente, o ritmo de jogo. A partida terminou em 13-2.

Com esse resultado, a SLICK continua no VCT Challengers Brasil, esperando o confronto entre Team Vikings e FURIA. Enquanto isso, a Stars Horizon terá que participar da próxima qualificatória, caso deseje buscar uma vaga para os playoffs.

NOORG 2.0 avança no VCT Challengers Brasil

O segundo e último jogo do dia foi executado pelas equipes da Havan Liberty e NOORG 2.0. Os mapas escolhidos foram Bind, Breeze e Icebox, sendo que Breeze foi a grande novidade. O recente mapa não havia sido jogado ainda no VCT Brasil e nas outras ligas internacionais, vem aparecendo poucas vezes. 

VCT Challengers Brasil
Leon “ryotzz” Felipe quando atuava no CS:GO. Foto: Alex Maxwell/DreamHack

Numa série cheia de confrontos, a X conseguiu vencer por 2-1. Veja como foi o confronto entre as duas equipes:

Primeiro mapa, Bind

Bind foi o mapa de escolha por parte da Havan Liberty e por isso, quem escolheu o lado foi a NOORG 2.0, que optou começar defendendo. Logo na primeira metade, deu para entender o porquê da Havan Liberty ter escolhido a Bind. 

Desde a primeira rodada, os jogadores da Havan Liberty não deram descanso para a NOORG 2.0, conseguindo um resultado extremamente favorável, com uma primeira metade terminada em 10-2. Após a virada, os jogadores da NOORG 2.0 conseguiram conquistar alguns pontos, mas não foi o suficiente. O mapa terminou em 13-6, com vitória da Havan Liberty.

Segundo mapa, Breeze

Breeze foi o mapa de escolha da NOORG 2.0 e com isso, a Havan Liberty escolheu o seu lado inicial, tendo a defesa como a sua escolha. Por ser um mapa novo, as equipes vieram com composições diferentes, cada uma apostando nas escolhas mais confortáveis.

A primeira metade foi dominada pelo ataque da NOORG 2.0, fazendo diversos ataques no bomb A. Mesmo fazendo muitos ataques no mesmo local, a equipe da Havan Liberty não conseguiu acompanhar e a primeira metade terminou em 8-4.

Assim como foi a primeira metade, para a NOORG 2.0, foi o segundo para a Havan Liberty. Os ataques do time da Havan Liberty foram bem executados, mesclando diversas entradas. Ao final, o resultado de 8-4 foi repetido e com isso, chegou à prorrogação.

Com ataques de ambas equipes tendo muitos sucessos, a prorrogação se estendeu bastante. O jogador Rodrigo “myssen” Myssen conseguiu reverter uma rodada de desvantagem, porém não foi suficiente. A equipe da NOORG 2.0 conseguiu vencer por 16-14.

Terceiro mapa, Icebox

O terceiro e último mapa, foi o Icebox, que acabou sendo escolhido pela Havan Liberty e a NOORG 2.0 escolheu defender. Ambas as equipes jogaram no mapa na rodada passada e perderam. A Havan Liberty enfrentou a Gamelanders e perdeu por 13-6, enquanto a NOORG 2.0 enfrentou a Sharks Esports e perdeu por 13-10.

Durante a primeira metade, a equipe da NOORG 2.0 conseguiu controlar bem o jogo, não deixando muitas brechas. Por mais que a Havan Liberty tivesse um domínio bom no mapa, a defesa estava forte e a primeira metade terminou com vantagem da NOORG 2.0, por 7-5.

Na virada de lados, o confronto continuou bastante forte, com ataques e defesas bem feitas, por ambas as equipes. Portanto, o time da NOORG 2.0 apresentou uma sequência forte de ataques e conseguiu impor o seu jogo na série. Com isso, a NOORG 2.0 venceu por 13-7 e avançou no campeonato.

A Havan Liberty irá participar da próxima qualificatória, buscando uma das quatro vagas para a parte dois do VCT Challengers Brasil. Enquanto isso, a NOORG 2.0 aguarda o confronto entre Sharks Esports e Gamelanders Blue.

O VCT Challengers Brasil volta no dia 10 julho, com confrontos entre FURIA x Team Vikings e Sharks Esports x Gamelanders Blue. Para acompanhar, basta acessar, às 17h, os canais oficiais do VALORANT Esports Brasil, na Twitch e no YouTube..

Fique ligado no esports.gg para mais notícias sobre VALORANT.

*Escrito por Lucas Bauth

Filed Under
Bruno Martins -

Bruno Martins

| Twitter: @yo_brunoM

Jornalista. Na cobertura de esports desde 2018 e especializado em jogos de FPS como CS:GO e Rainbow Six.