LOUD vence a segunda colocada da Europa, G2 Esports e se garante na final da chave superior do Masters.

Acabou a era do medo! Essa foi a frase mais comentada durante o jogo entre LOUD e G2 Esports. A equipe brasileira enfrentou o top 2 da Europa na semifinal da chave superior. Se restavam dúvidas do potencial da LOUD (e do Brasil) no VALORANT, esta partida mandou embora. Com a vitória de 2-0, a LOUD avança no campeonato e joga contra a OpTic Gaming por uma vaga na Grande Final.

G2 nas mãos da LOUD

O hype já estava grande antes mesmo do jogo. Diversos analistas afirmavam que esse confronto poderia ser considerado uma final antecipada. Apontadas como as duas equipes mais táticas e estratégicas do VCT Masters Islândia, LOUD e G2 prometiam entregar um jogo fenomenal.

Caso a equipe brasileira vencesse – que foi o caso – ela iria se consagrar no top 3, um marco para lá de histórico. Lembrando que, no início do ano, a região brasileira sofreu com a reformulação do sistema competitivo internacional, perdendo uma de suas vagas garantidas para o VCT Masters e Champions. As demais vagas são disputadas em um Last Chance SA, com uma vaga nos Masters e duas no Champions. Dessa forma, a performance da LOUD pode representar uma crescente para a região e, quem sabe, o retorno de uma das vagas.

Ascent

O mapa inicial foi a Ascent, escolha da LOUD. A ideia das duas equipes, para esse jogo, eram bem fáceis de entender, principalmente quando mostraram suas composições.

A G2 optou por jogar com dois sentinelas, focando na proteção e informação, mas perdendo uma chance melhor de invasão ou redomínio – a equipe jogou com Jett, Omen, Sova, Cypher e Sage. Enquanto isso, a LOUD foi para sua zona de conforto e focou na coleta de informação e ataques rápidos, deixando os adversários totalmente confusos, seja no lado atacante ou defensor – os brasileiros jogaram com Jett, Omen, Sova, Killjoy e Kay/O.

No lado inicial, o ataque da LOUD foi um massacre absoluto. A equipe chegou a fazer 6-0, anulando qualquer chance de defesa dos adversários. Mesmo perdendo 3 rounds seguidos, os brasileiros se mostraram resilientes e finalizaram a primeira metade em 9-3. Quando os lados viraram, a G2 conseguiu pontuar nos dois rounds iniciais. Porém, não foi o suficiente. A LOUD finalizou rapidamente a Ascent e fechou o mapa em 13-5, um placar bem elástico.

Breeze

O segundo mapa foi Breeze, escolhido e adorado pela G2 Esports. Durante o VCT EMEA, a equipe escolheu a Breeze duas vezes e venceu em ambas ocasiões. Inclusive, uma delas foi em cima da FunPlus Phoenix, a campeã do VCT EMEA. Assim, a expectativa era de um jogão no segundo mapa.

No lado inicial, a LOUD conseguiu manter o ritmo visto na Ascent e trouxe um ataque implacável. Todos esperavam uma virada de lados parecida com a Ascent, de 9-3, mas a G2 segurou um pouco e virou perdendo por 8-4. Mesmo com a G2 sendo dominante na segunda metade, e ameaçando até mesmo uma prorrogação, a LOUD soube trabalhar a gordura criada e fechou o mapa em 13-11.

Dessa forma, a LOUD avançou no campeonato e garantiu um top 3 ao pegar uma das vagas na final da chave superior. Vale ressaltar que, caso a LOUD perca o próximo jogo contra a OpTic Gaming, ainda não será o fim da linha para o time brasileiro.

Destaque da partida, entre LOUD e G2 Esports, Sacy – Reprodução: VALORANT Esports Brasil

O destaque da série foi para o careca favorito do Brasil, Sacy e o seu Sova aniquilador. Com uma performance impecável, o jogador marca o seu nome, ainda mais, no cenário internacional, sendo considerado um dos melhores jogadores do VCT Masters.

Em busca da Grande Final

Assim, a LOUD entra num período de folga e pode descansar por uns dias, uma vez que os próximos jogos são da chave inferior. Após as partidas da lower, o VCT Masters entra de recesso e retorna apenas na sexta-feira (22), com o jogo entre LOUD e OpTic Gaming.

Caso a equipe brasileira vença, ela vai para a Grande Final, no domingo (24). Porém, se for o caso de derrota, ela volta a jogar no sábado (23), na final da chave inferior, numa melhor de cinco mapas.

Será que o Brasil vai crescer e conquistar uma vaga na Grande Final? Ou melhor, podemos sonhar com o título brasileiro, no segundo ano competitivo internacional do VALORANT? Acabou mesmo a era do medo?

Para acompanhar o VCT Masters, basta acessar os canais oficiais do VALORANT Esports Brasil, no YoutubeTwitch e Nimo.

Para não perder nada do mundo dos esportes eletrônicos, fique ligado no Esports GG. Acesse o site, Twitter e Instagram e fique por dentro das últimas noticias do mundo do VALORANT.

Lucas Bauth -

Lucas Bauth

Lucas Bauth, redator e analista de Esports, com foco em jogos como Valorant, League of Legends e TFT.