O técnico não poderá participar das três primeiras séries da segunda etapa do VCT BR 2022 e terá que cumprir treinamento de profissionalismo de seis meses.

A Riot Games anunciou a suspensão do técnico Vinícius “Fluyr” Menegatti da segunda etapa do VCT BR 2022 após acusações de assédio. O comunicado divulgado pela Riot puniu o treinador por ter feito comentários que a desenvolvedora classificou como obscenos e vulgares. Os comentários foram direcionados a uma jogadora do servidor europeu de Valorant enquanto o técnico defendia a Ninjas in Pyjamas no Masters Reykjavik. 

Entre as punições, o treinador não poderá atuar nas primeiras três séries da segunda etapa do VCT BR 2022, e ainda foi inserido em um período probatório de seis meses no qual terá que cumprir um treinamento de profissionalismo. Neste período, ele também terá sua conta monitorada para detectar possíveis novos casos de comportamento inadequado. Fluyr só estará liberado para voltar a atuar no VCT BR a partir do dia 30 de maio. 

Acusação de assédio

Em meados de abril, Fluyr foi acusado de assédio pela comunidade de Valorant. A situação foi trazida à tona quando a jogadora dinamarquesa Michelle “Miiizzy” expôs seu desconforto após um comentário de Fluyr direcionado a ela durante uma partida ranqueada de Valorant. 

Na ocasião, o coach disse o seguinte: “Ei Jett, muito obrigado pelo suporte durante o round. Você me fez crescer durante o round… você sabe”. A fala completa pode ser vista no clip do momento. 

Miiizzy, que tem 17 anos e defende o time Pepe E-sports no competitivo feminino europeu, falou sobre o momento de constrangimento e deu mais detalhes do que aconteceu ao longo da partida em comentário no Twitter. 

“Ele não falou com seus amigos. Toda a partida, desde quando comecei a falar, ele vinha apontando que eu era uma garota. Falei como uma companheira de equipe normal e apenas disse bom trabalho. Ele disse que eu o fiz crescer (extremamente inadequado). Parou quando eu disse a ele que tinha 17 anos, o que significa que ele tinha intenções sexuais“, disse Miiizzy.

Fluyr comenta o caso

Após a eliminação da NiP do Masters, Fluyr se manifestou sobre o caso em seu Twitter: “Sobre os acontecimentos externos à competição, estou aguardando a liberação por parte dos responsáveis pelo meu julgamento para me manifestar. Irei dar a cara a tapa, como um ser humano que comete erros, para pedir desculpas. Minha mente estava 100% blindada do início ao fim.”

Fluyr anunciou sua saída da Ninjas in Pyjamas no dia 26 de abril e está aberto a propostas de outros times. Na época da acusação de assédio, o Esports GG havia entrado em contato com a Ninjas in Pyjamas, mas não recebeu retorno até o momento desta publicação.

Para ficar por dentro de todas as notícias do mundo dos Esports, fique ligado no Esports GG. Acesse o site, Twitter e Instagram e fique por dentro das últimas noticias do mundo do VALORANT.

Filed Under
João Vitor Costa -

João Vitor Costa

| Twitter: @Nenaojao

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.