Os réus foram obrigados a pagar para ambas empresas cerca de US$ 10 milhões em danos.

Os tribunais federais dos Estados Unidos e da Alemanha decidiram a favor da Tencent e da Krafton em seus processos contra membros de um grupo de hackers. Em uma decisiva crítica às atividades dos réus de criar e distribuir hacks e cheats que fornecem aos seus usuários uma vantagem injusta ao jogar PUBG Mobile, os réus foram obrigados a pagar para ambas empresas cerca de US$ 10 milhões em danos. Os réus também foram condenados a cessar futuras atividades ilegais envolvendo trapaça em jogos, bem como fornecer detalhes sobre quaisquer colaboradores e como burlaram ilegalmente PUBG Mobile.

A Tencent e a Krafton investirão todos os fundos recuperados em um maior desenvolvimento de tecnologia anti-trapaça no PUBG Mobile. Essas decisões não são apenas uma vitória para as duas empresas, mas para a indústria de videogame em geral e sua batalha coletiva contra criadores de hack e trapaças ilegais.

“Milhões de jogadores em todo o mundo desfrutam do PUBG Mobile e nós garantimos condições equitativas para todos. Infelizmente, as ações de grupos de hackers prejudicam a justiça do jogo. Esses julgamentos enviam uma mensagem clara de que não toleraremos trapaça no PUBG Mobile,” afirmou Rick Li, produtor do jogo na Tencent.

“Esta vitória legal reforça nosso compromisso coletivo de proteger ferozmente nossos jogos, a IP PUBG e a comunidade global”, disse Minu Lee, chefe de gerenciamento de produtos do jogo na Krafton. “Diversão e justiça são os alicerces da experiência do PUBG Mobile, qualquer trapaça em qualquer forma não será tolerada. Como tal, continuaremos a buscar nossos direitos com determinação inabalável contra qualquer um que busque manchar ou utilizar trapaças indevidamente.”

Essas ações judiciais destacam um compromisso contínuo de combate às trapaças e vêm após o encerramento da maior operação de trapaça de videogame do mundo, com base na China em março do ano passado e vários grupos globais de hackers abandonando cheats para PUBG Mobile. As medidas empregadas para identificar e prevenir trapaça incluem: investimento contínuo em tecnologia para melhorar a triagem e avaliação de replay; mais penalidades para jogadores que exploram cheats, incluindo combinações isoladas e colaboração com membros da comunidade para tornar o processo de denúncia mais simples.

Sem piedade com trapaceiros

PUBG Mobile lançou recentemente uma de suas medidas anti-trapaça mais estritas: o recurso de proibição de dispositivo. A equipe de segurança do jogo identifica os dispositivos dos usuários que trapaceiam deliberadamente e continuam a afetar adversamente o ambiente de jogo. Depois de verificado como sendo usado para fins maliciosos, o dispositivo do jogador será banido permanentemente e não será mais possível fazer login no jogo ou criar uma nova conta neste dispositivo.

Giuseppe Carrino -

Giuseppe Carrino

Editor, redator, tradutor e entusiasta de jogos hardcore. Joga a série Souls desde antes disso virar moda.