A Matilha não levantava a taça desde 2017, e conquistou o segundo título com um elenco cheio de promessas.

A Red Canids bateu a Rensga na final do CBLOL e se tornou a grande campeã da segunda etapa. A Matilha impôs uma série dominante em cima dos Cowboys e conquistou o título ao vencer a série MD5 pelo placar de 3×1. Liderada por Alexandre “TitaN” Lima, a equipe representará o Brasil no Worlds 2021, o Mundial de League of Legends. Confira o resumo dos jogos.

Jogo 1 – Red Canids abriu a série com atropelo

A Red abriu a série amassando os Cowboys. A Rensga até tinha certa pressão na rota inferior nos primeiros minutos, mas a medida que a partida avançava a Red Canids acabou achando boas oportunidades para começar sua bola de neve. A Akali do Grevthar e o Viego do Aegis dominaram completamente o jogo – os dois jogadores ficaram muito fortes e, por conta disso, dominaram a maioria das team fights sem esforço.

No meio de jogo, o clima esfriou um pouco e a Rensga esboçou alguns sinais de reação. No entanto, não foi o suficiente. A Matilha conseguiu achar as janelas certas e partiram para o GG. Vitória da Red Canids.

TitaN, atirador da Red Canids – Foto: Bruno Alvares/Riot Games

Jogo 2 – A Matilha emplaca 2×0 e fica a um jogo do título

A segunda partida foi mais um atropelo da Matilha. A Rensga começou com postura agressiva na rota do meio, com Croc e Yuri indo até a selva inimiga para tentar um abate em cima do Grevthar. Mas a iniciativa não deu certo e eles foram punidos pelo caçador da Red Canids, que estava por perto para ajudar seu companheiro.

No resto do jogo só deu Red Canids. A Matilha abriu vantagem em todas as rotas, sempre jogando de forma agressiva e assertiva. Já no lado da Rensga, vimos a equipe adotando uma postura muito mais passiva, que não conseguia executar sua composição e nem sua proposta de jogo. 

Com todas circunstâncias ao seu favor, a Red Canids partiu para mais um GG tranquilo. Vitória da Red Canids.

Grevthar, mid laner da Red Canids – Foto: Bruno Alvares/Riot Games

Jogo 3 – Rensga acorda na série e vence a primeira

A Rensga finalmente acordou na série no terceiro jogo. Com um draft muito mais confortável e compatível com seu estilo de jogo, os Cowboys fizeram uma partida dominante desde os primeiros minutos. A equipe conseguiu sair na frente em todas as rotas: o Mordekaiser do Kiari conseguiu impor pressão em sua rota, o Jayce do Yuri e o Ezreal do Trigo alcançaram seus picos de poder e incomodaram muito seus adversários a longa distância, sem contar com o Lee Sin do Croc, que ajudou a girar o jogo da sua equipe.

A Matilha até tentou responder com a mesma agressividade mas acabou sendo punida na maioria das vezes. Os cowboys conseguiram sair com a vitória e se mantiveram vivos na série. Vitória da Rensga. 

Equipe da Rensga – Foto: Bruno Alvares/Riot Games

Jogo 4 – Red Canids vence último jogo e é a grande campeã

O último jogo da série foi palco de mais uma disputa intensa. Os dois times deram tudo de si no jogo que marcaria o fim da competição. Kiari, Yuri e Croc fizeram um ótimo começo de jogo no lado da Rensga. Eles conseguiram abrir boa vantagem para sua equipe ao focar seus esforços na rota superior do mapa, uma estratégia que teve consequência positiva, uma vez que atrasou o jogo do top laner adversário.

Contudo, a Red deu um jeito de voltar para a partida se aproveitando de oportunidades para se manter no jogo. Um exemplo disso eram as excelentes rotações de Aegis, que estava executando todas as team fights com perfeição, o que deu espaço para que o Viego da sua equipe, até então muito atrás em recursos, pudesse se consolidar no jogo e fazer estrago nas principais lutas.

Depois de conseguir garantir um abate no atirador inimigo, a Matilha partiu direto para o Barão e assegurou o buff com tranquilidade. Em seguida, eles chegaram na base inimiga com seus super minions e selaram a partida em uma última batalha, onde seus adversários caíram um a um. Então, foi só partir para o GG. Pelo placar de 3×1, a Red Canids se consagrou a campeã do CBLOL.

Por fim, a Red Canids representará o Brasil no Worlds 2021, o Mundial de League of Legends que acontecerá na Europa e ainda não tem data de início.

Fique ligado no esports.gg para todas as notícias e atualizações de League of Legends.

Filed Under
João Vitor Costa -

João Vitor Costa

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.