Confira a trajetória da Matilha rumo ao título do CBLOL e como está a preparação para o Mundial.

Quatro anos depois de alcançar a glória, a Red Canids voltou a levantar o troféu do CBLOL. Mas se antes a Matilha conquistou o título com algumas das grandes estrelas da época, como Tockers e brTT, este ano eles contaram com jogadores mais inexperientes, mas não menos determinados. 

Para a maioria dos jogadores campeões em 2021, este foi o primeiro ano na elite do CBLOL. Os únicos que fogem dessa estatística são o suporte Jojo e o atirador TitaN. Jojo ganhou o Prêmio CBLOL de Jogador Revelação em 2019 pela Team One e chegou à final do primeiro split de 2020 pelo Flamengo. Já TitaN se sagrou bicampeão em 2018 vestindo a camisa da KaBuM e, por conta disso, disputou o MSI e Worlds daquele ano.

O restante do elenco só havia disputado a segunda divisão. Esse era o caso de Guigo, Aegis, Avenger e Grevthar até a Red Canids vencer o finado Circuito Desafiante com a maioria dos jogadores que hoje defendem o manto da Matilha. Só Jojo não fazia parte daquele time, uma vez que ainda jogava pela Team One e acabou derrotado pela própria Red Canids na grande final. No split seguinte, ele se juntou à equipe e foi peça importante na volta da Red à elite do League of Legends – a organização passou dois anos sem conseguir disputar a primeira divisão.

red-canids-cblol
Red Canids – Foto: Bruno Alvares/Riot Games

Red Canids no Primeiro Split do CBLOL 2021


A Matilha começou bem no primeiro split de 2021. Foram diversas vitórias em sequência na fase regular, e a habilidade individual dos jogadores era o diferencial da equipe. No entanto, à medida que o campeonato avançava, o time começou a mostrar inconsistência e as “entregadas da Red” ficaram famosas e começaram a ser frequentemente comentadas pelos casters e pela comunidade. . Ainda assim, eles conseguiram se classificar para as semifinais, onde acabaram derrotados pela Vorax Liberty por 3×1. 

Depois da conquista do título no segundo split, a organização revelou no Combo Podcast que estavam acontecendo certas divergências de opinião dentro da equipe, fator considerado crucial para a eliminação.

Red Canids no Segundo Split do CBLOL 2021

Já na segunda etapa deste ano, a Red Canids fez uma campanha recheada de altos e baixos ao longo da fase regular. Como resultado, uma classificação um tanto sofrida: eles conseguiram apenas a sexta, e última, vaga – muito se comentava que a Red chegaria como um dos times mais fracos das eliminatórias.

Nas quartas de final, Grevthar assumiu o lugar de Avenger na rota do meio em uma mudança que visava organizar a comunicação do time , mas pegou muita gente de surpresa. Com um jogador da divisão de base, que nunca havia jogado na elite do League of Legends, a Red Canids aplicou um sonoro 3×0 em cima do Flamengo, iniciando uma incrível jornada rumo ao título.

Na sequência, eles enfrentaram a Vorax Liberty, uma das equipes mais consistentes da competição e algoz da Matilha na etapa passada. Em mais uma surpresa, a Red desbancou um dos favoritos ao título em um expressivo 3×1. Na grande final, a vítima foi a Rensga, que chegava como grande surpresa da competição.

No final das contas, a Matilha impôs seu jogo de forma dominante e venceu a série decisiva por 3×1, em uma gloriosa final presencial disputada no Rio de Janeiro.

Assim, a Red Canids se sagrou a grande campeã do 2º split do CBLOL e conquistou sua vaga para o Worlds 2021, o Mundial de League of Legends.

Grevthar e Aegis depois do título – Foto: Bruno Alvares/Riot Games

Preparação para o Worlds 2021  

O Worlds 2021 será realizado na Europa, em Reykjavik, Islândia – lugar que recebeu o Mid-Season Invitational neste ano. Na preparação para o Mundial, a Red Canids viajou para a Espanha a fim de realizar um bootcamp no servidor europeu – foram 11 dias no escritório do MoviStars Riders. No dia 24 de setembro, a delegação desembarcou na Islândia e segue jogando nas filas ranqueadas e treinando com as equipes que estão na Europa.

A maior expectativa da torcida brasileira é de que o time consiga ao menos passar pela Fase de Entrada e disputar a Fase de Grupos, feito que nenhum time brasileiro conseguiu até hoje. Embora seja uma tarefa difícil, não é impossível, principalmente se levarmos em conta a forma como os grupos se desenharam no sorteio: a Red precisa apenas de uma quarta colocação no seu grupo para não arrumar as malas de volta logo de cara.

O Worlds 2021 começa no próximo dia 05 de outubro e a grande final acontece no dia 06 de novembro. A Red Canids disputa a Fase de Entrada pelo Grupo A, onde enfrentarão LNG (LPL), Hanwha Life Esports (LCK), PEACE (LCO) e Infinity Esports (LLA).

Fique ligado no esports.gg para as últimas notícias e atualizações de League of Legends.

João Vitor Costa -

João Vitor Costa

| Twitter: @Nenaojao

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.