O atirador da paiN falou durante as coletivas sobre a atual situação do time, a punição de Luci e as perspectivas desta line-up.

No último domingo (11) de CBLOL, a paiN enfrentou a FURIA, time que se encontra em último na tabela, e acabou vencendo com um pouco de dificuldade. Já no sábado (10), eles enfrentaram a Vorax e apresentaram erros em um dos pontos que eles são reconhecidamente bons, que é o começo de jogo.

Depois dos resultados deste fim de semana, a paiN perdeu a segunda colocação na tabela e se encontra ameaçada pela LOUD, que agora está igualada em resultados e vem para brigar pela terceira colocação. 

Nas coletivas de domingo, Felipe “brTT” Gonçalves comentou sobre a situação atual da paiN, ele também falou sobre a punição de Luci e o futuro da atual line-up. 

Algumas pessoas têm comentado nas redes sociais que o desempenho da paiN não tem sido positivo nas últimas duas semanas, apesar de vocês vencerem alguns jogos. Você concorda com isso?

brTT: Não, não concordo. Acho que semana passada a gente jogou bem, a gente mostrou jogos muito bons. Apesar da gente ter saído com uma derrota contra o Flamengo, eu acho que a gente mostrou um jogo muito bom, conhecimento de mapa muito bom, etc. Tirando alguns erros individuais, eu acho que a gente mostrou, sim, que nós somos um coletivo muito forte, que a gente ainda é um time a ser temido no campeonato. Então, eu não sei de onde estão tirando essas coisas, talvez depois do jogo de hoje a galera possa pensar isso, porque hoje realmente foi meio atípico, sim. Mas, não estou me preocupando muito com isso, não. 

pain

A paiN começou a segunda etapa vindo de um campeonato internacional, passou um período curto de pausa, e já busca outro título para disputar o Mundial. Esse ritmo intenso de trabalho já levou outros times ao desgaste. Como a paiN está lidando com isso? 

brTT: Cara, se tem uma coisa que esse time é, ele é muito resiliente. A gente tem um time muito unido, todo mundo gosta muito um do outro e todo mundo entende a personalidade um do outro. Então, depois do que a gente passou no começo do primeiro split, eu acho que aquilo uniu muito o time. A gente ter passado por aquela má fase que passamos e ter dado a volta por cima. Eu acho que qualquer coisa que vier pela frente pra gente vai ser mais tranquilo, a gente já vai estar sabendo lidar da melhor maneira. A gente sabe que nós temos cinco jogadores muito fortes e comissão boa e se a gente não se separar fora de jogo, eu acho que a gente pode resolver qualquer problema e sair com o título. A gente já se viu jogando em alto nível, jogando tudo que a gente, a gente sabe o que consegue executar dentro de jogo. 

Então, a gente tá bem tranquilo quanto a isso. Pode acontecer jogos como esse hoje, como de ontem e semana passada. Só que todos os jogadores estão muito unidos, todo mundo tá com o mesmo objetivo, que é trazer mais um título pro time e jogar esse Mundial aí que é o foco. Tentar mais uma vez representar o Brasil, duas vezes no ano, acho que essa é a melhor maneira de trazer um bom resultado para o país. Então, tô bem tranquilo também quanto a isso. 

Na última semana a Riot informou que o Luci tomou uma punição por comportamento tóxico, e ele se posicionou sobre isso dizendo que naquela situação “todo mundo lutaria” e você mostrou apoio a ele na ocasião. Como o time recebeu o Luci depois desse ocorrido, visto que aparentemente foi algo que machucou ele?

brTT: Cara, é difícil falar porque eu não sei os detalhes do que falaram pra ele no chat. Eu sei que falaram muita m**** pra ele, xingaram ele, foram xenofóbicos. É muito complicado, a gente com certeza ficou do lado dele, a gente sabe que é muito difícil vir de outro país e ficar escutando besteiras e se controlar, e ainda mais sendo xenofóbicas, quando você simplesmente tá jogando sua partida. 

pain

É claro que nós jogadores somos exemplos, a gente sempre tem que tomar muito cuidado com o que a gente fala no chat, estar sempre tentando se controlar quando acontece essas coisas. Mas tem alguns momentos que realmente é difícil, você realmente pode perder a cabeça. Às vezes você tá num dia ruim, e você só vai jogar uma partida, começa a escutar um monte de coisa, você pode acabar, sim, perdendo a cabeça.

Ele [Luci] ficou meio chateado, sim. Pelo que ele falou, realmente falaram muita besteira pra ele e ele estava simplesmente revidando. E é isso, não tem muito o que falar, não.

Levando em conta o tempo que vocês estão juntos e todas as coisas que vocês já conquistaram, você já parou pra pensar que essa line-up da paiN pode estar acabando? Esse elenco tem prazo para acabar?

brTT: Ah, com certeza tem, né, como tudo na vida. Eu posso falar por mim, eu vivo cada momento como se fosse o último. Eu acho que todos estão fazendo o mesmo, todos estão dando seu 200%, porque ninguém sabe o dia de amanhã. Pode acabar que a gente jogue esse split e cada um vá para o seu lado. Pode ser que a gente ganhe esse split, vá para o mundial, chegue muito longe e o time queira continuar junto e contar uma história incrível, mais incrível do que está sendo. Então, eu acho que é só a questão de todo mundo estar vivendo o dia após dia como se fosse o último, porque não tem como saber o dia de amanhã.  

Nesta quinta-feira (15), acontecerão os jogos adiados da KaBuM! e nos dias 17 e 18 de julho serão disputadas as partidas da Semana 7 do CBLOL. Você pode acompanhar as transmissões pelos canais oficiais do CBLOL no YouTube, Twitch e Nimo TV.

Fique ligado no esports.gg para mais notícias e novidades de League of Legends.

*Matéria realizada em colaboração com João Vitor Costa

Bruno Martins -

Bruno Martins

| Twitter: @yo_brunoM

Jornalista. Na cobertura de esports desde 2018 e especializado em jogos de FPS como CS:GO e Rainbow Six.