O jungler da Immortals, Xerxe, fala sobre seu esforço em continuar melhorando como um jogador profissional de LoL.

Depois das primeiras semanas, a Immortals chegou aos 15-18 na temporada. Com a aproximação do final da Divisão de Verão do LCS de 2021, a equipe está ansiosa para recapturar sua centelha da primeira semana. Nesta entrevista, falamos com o jungler Andrei “Xerxe” Dragomir para discutir sobre a quinta semana para a Immortals, e como ele está aprendendo a se ajustar a um papel de liderança.

Parabéns pela vitória de hoje sobre a Dignitas, que atualmente ocupa a 6ª colocação. Me diga, como foi derrotar uma equipe que está bem próxima de vocês na classificação?

IMT Xerxe: É muito bom termos finalmente conseguido nossa vitória sobre a Dignitas, porque, na verdade, não tínhamos conseguido vencê-los em nenhum outro confronto este ano. Ao mesmo tempo, não parece tão bom porque perdemos para a equipe tendo Dardoch, e acho que ele é um dos melhores junglers do LCS. Embora esteja feliz por termos vencido, gostaria que tivéssemos vencido o time com ele. 

A Dignitas tomou a decisão de mover Akaadian para a lineup titular e liberou Dardoch de seu time.

Quando você joga contra eles agora, quais são as diferenças que você sente comparado à Dardoch x Akaadian, que fez você não sentir toda a satisfação com a vitória?

IMT Xerxe: Eles parecem muito mais fortes com Dardoch. Não tenho certeza do que é, mas considero Dardoch um dos melhores junglers do LCS. Isso definitivamente prejudicou o time deles, e agora que ele não está lá, eles perderam uma grande parte do time.

Em vez de focar em Dignitas, quero focar na Immortals. Vocês estão encontrando uma maneira de traduzir em performance de palco. Me conte mais, do seu ponto de vista,  sobre o crescimento nessa divisão e o que você acha que está acontecendo para ajudar o progresso da equipe.

IMT Xerxe: Há muito o que levar em conta sobre o nosso próprio crescimento nesta divisão de verão. Eu disse em entrevistas anteriores que na primavera não tínhamos nem mesmo um bootcamp antes do início da divisão. Nunca houve tempo para nos conhecermos dentro e fora do jogo. No verão, trabalhamos muito para nos conhecermos e aperfeiçoar nossa comunicação durante a partida. Isso nos ajudou muito pois se traduz em confiarmos mais uns nos outros no palco e nas telas. 

Immortals durante a segunda semana da 2021 LCS Summer Split – Imagem: espat.ai

Somos capazes de ser mais diretos uns com os outros e dar um ao outro uma melhor crítica construtiva e feedback. Nem sempre será algo perfeito e ainda é um trabalho em andamento. As perdas contra a C9 e a TSM foram muito decepcionantes. Sabemos que somos capazes de muito mais e nesses jogos não fomos capazes disso. É muito decepcionante ter esse tipo de desempenho no palco. Foi uma semana difícil, mas estou feliz por termos conseguido essa vitória e podermos começar de novo.

Esses jogos deveriam mostrar que podemos competir com as melhores equipes, mas sei que somos mais capazes de mostrar isso. Felizmente, temos mais semanas para podermos nos aperfeiçoar.

Quero falar sobre Guilhoto e Destiny. Ao construir esta programação, ele disse que vocês eram as duas pessoas que ele primeiro almejou. Ouvimos falar que o apoio do jungle é a base de uma boa escalação. Quão importante é uma boa dupla de suporte para o jungle?

IMT Xerxe: No nosso caso, Destiny e eu trabalhamos juntos na Origen, então temos essa sinergia existente. Nós nos conhecemos muito bem e isso torna muito mais fácil, ao contrário do que acontece ao construir uma nova escalação. Destiny e eu somos as pessoas que precisam dar um passo à frente quando as coisas estão ruins. Mantemos uma atitude positiva para ajudar as pessoas que estão se sentindo pra baixo. Nossas funções não estão realmente relacionadas a ser o suporte do jungle, mas ambos desempenhamos um grande papel em ajudar nossos companheiros de equipe. 

IMT Guilhoto
Guilhoto é o técnico da Immortals em 2021.

Como foi o processo de amadurecimento para assumir um papel de liderança como esse?

IMT Xerxe: Todos os anos, tive que aprender algo novo ou diferente em cada equipe. Conhecer pessoas diferentes me ajuda a entendê-las melhor. Para mim, quando trabalhei com Odoamne, eu tinha apenas 18 anos e ele foi o primeiro romeno no LCS, então tinha muito respeito por ele. Ele foi muito direto e honesto. Às vezes ele era um pouco duro demais, mas foi uma experiência de aprendizado muito boa poder jogar com ele.

Você era muito jovem quando entrou em cena, você alguma vez já olhou para trás em toda a sua carreira e pensou sobre isso?

IMT Xerxe: Às vezes sim. Tem hora que até me considero um novato, não me sinto veterano. Isso é bom e ruim. Supõe-se que eu seja um líder pelo fato de eu ter mais experiência. Ao mesmo tempo, tenho a mentalidade de um novato no sentido de que sempre posso aprender. Eu nunca me contento comigo mesmo ou estou satisfeito com meu próprio crescimento. Estou sempre aberto a comentários e críticas construtivas. Nesse sentido, considero-me um novato, mas ao mesmo tempo sou um líder.

Você diria que é perfeccionista?

IMT Xerxe: Um pouco, sim. Isso vem com prós e contras. As vantagens são que estou sempre procurando melhorar. É por isso que estarei em cena por muito tempo. Gosto de aprender o jogo sempre que ele muda, porque gosto de redescobri-lo toda vez. Posso ser muito duro comigo mesmo às vezes. Mesmo se eu estiver jogando de uma maneira superior, não me sinto satisfeito na maior parte do tempo. Eu percebi que não há um lado nisso. Sempre terá qualidades boas e ruins, mas aceito porque acrescenta mais à minha vida do que tira. 

Xerxe abraçando Insanity após uma vitória em 2021.

Quando você está realmente para baixo, como encontra confiança e positividade para liderar uma equipe?

IMT Xerxe: Normalmente coloco a equipe acima das minhas próprias necessidades, porque sei que se eu focar apenas em mim, isso irá funcionar apenas em um ambiente competitivo. Você pode tentar jogar e se concentrar em si mesmo, mas nunca irá longe com essa mentalidade. É mais importante saber que a equipe está na mesma página. Preciso ter certeza de que o ambiente é bom e todos sabem que estarei lá quando precisarem de mim.

Qual é o efeito de estar em uma região diferente da sua? Ficar longe de casa te incomoda?

IMT Xerxe: Às vezes me afeta, mas me acostumei com esse tipo de estilo de vida. Quando eu tinha 16 anos, saí de casa para jogar pelo Dark Passage. Tenho ligações semanais com minha família, então não fico com saudades de casa, o que ajuda muito.

No momento, eu não tenho o melhor equilíbrio porque estou bem focado na Immortals. Sempre tenho que manter um equilíbrio saudável, pois eles significam muito para mim.

Minha família é bastante compreensiva caso eu não fale com eles por algum tempo. Apenas querem saber que estou bem, se estou comendo e me divertindo.

Se, de alguma forma, eles toparem com este artigo, você tem alguma palavra que gostaria de dizer a eles?

IMT Xerxe: Eu só quero que eles saibam que mesmo que eu não mande mensagens o tempo todo, eu realmente sinto muita falta deles.

Fique ligado em Esports.gg para as últimas notícias e destaques sobre League of Legends.

As fotos são cortesia da espat.ai.

Tradução: Alexandre Silva

Sage Datuin - Writer of the Month: June

Sage Datuin

Writer of the Month: June | Twitter: @sagedatuin

Sage been following esports since high school and has remained a massive fan ever since. When he's not working he likes to work out, knit and overthink things..