O treinador principal da Immortals, Guilhoto, fala sobre a construção da da equipe e porque a cultura dela é tão importante em League of Legends.

Quatro semanas após o início do LCS 2021 Summer Split, a Immortals alcançou um recorde combinado de 14-16, sendo 7-5 no verão. Mas qual o fator principal do desempenho tão bom da Immortals no segundo semestre de 2021?

Com um bom tempo para se recuperar na classificação, a Immortals procura continuar seu forte início no split. Nesta entrevista, falamos com Guilhoto, da IMT, para discutir sua filosofia sobre a coesão da equipe e sua visão geral para ela. 

Oi, Guilhoto! Quero falar com você sobre a equipe e como é esse ambiente. Em entrevistas e transmissões, parece que todo mundo se dá muito bem. Qual é o seu papel para ajudar nesse elemento?

IMT Guilhoto: Em primeiro lugar, acho que vem dos jogadores que você seleciona. Eu obviamente conhecia Xerxe e Destiny. Depois de falar com Insanity Raes e Revenge, eu sabia que o time deveria se dar bem mesmo se tivéssemos adversidades aqui e ali, ao menos inicialmente.

Acho que o ambiente em equipe se deve principalmente aos jogadores. Pessoas que precisam assumir uma função de liderança estão fazendo isso. Tento ajudar no que posso, mas é principalmente com eles. Ações individuais que eles realizam para estar o mais próximo possível fora do jogo. No entanto, é principalmente sobre eles. Obviamente, você tem que se conectar sem forçar, que é o que aconteceu conosco. A partir do momento que isso acontece, eu só preciso gerenciar tudo e mantê-los na direção certa. Quando se trata do ambiente de equipe, meu papel é principalmente como guia. 

Immortals durante a segunda semana da LCS 2021 Summer Split. Imagem: espat.ai

Na Origen, Xerxe e Destiny se deram muito bem. Minha filosofia é que, se queremos construir algo do zero, precisamos de algumas peças que se conectem. Para mim, Xerxe e Destiny seriam essas peças e eles se desenvolveram a partir desse ponto de partida.

O papel de treinador neste ambiente é fornecer ferramentas para que a equipe floresça naturalmente. Deixar se desenvolverem naturalmente.

É algo que acontece bastante nos eSports. Você sente que não está recebendo o que merece e o ego assume o controle. Cultura para mim é como os jogadores interagem uns com os outros em um ambiente natural. Felizmente para nós, temos um bom grupo de jogadores.

Eu quero falar sobre Destiny. Inicialmente na Origen, muitas pessoas ficaram surpresas ao ver que ele foi escolhido. Qual foi o processo por trás de descobri-lo naquela época?

IMT Guilhoto: A premissa por trás de tudo era que precisávamos conseguir um suporte com um salário menor porque nosso orçamento não permitiria mais do que isso. Na Origen, nosso orçamento não é flexível e os salários já estavam definidos. Quando estava ajudando o Giants no Master da União Européia, encontrei Destiny. Seu time estava lutando contra os Giants e eu realmente gostei do que vi, então tudo parecia certo. 


Leia também:


Parece que você tem uma boa visão e estrutura para construir uma equipe em League of Legends. 

IMT Guilhoto: É uma moeda de troca. Você pode controlar suas probabilidades e torná-las favoráveis. Ainda assim, as chances de algo dar errado estão sempre lá. Nada vai dar certo 100%. Até agora, as coisas nesta equipe estão se saindo bem, mas sabemos como são os esports. No momento, estamos 7-5 no split de verão. Se perdermos os próximos jogos e chegarmos a um 7-7, talvez as pessoas já comecem a nos ver como um projeto fracassado. Um dia você está por cima e, no dia seguinte, pode ficar por baixo. 

Eu quero falar sobre seu recorde atual de 7-5 no split de verão. Em 2021, os jogos do split de primavera contam para seu recorde geral. Qual é a sua opinião sobre a contagem dos jogos do split de primavera?

IMT Guilhoto: É o mesmo para todos. É muito fácil para eu reclamar. Se estivéssemos apenas 7-5, estaríamos em quarto lugar. No entanto, é o mesmo para todos. Acho que os Golden Guardians são os que mais estão sofrendo com isso. Penso que, estatisticamente, eles já estão fora da disputa para obter o primeiro lugar e nem chegamos na quinta semana. Do jeito que parece, o split de primavera importa muito mais do que antes.

É um pouco menos importante do que o de verão, mas está bem mais importante. Meu trabalho é encontrar a melhor maneira de continuar avançando. Isso beneficia uma equipe como Cloud9 ou Dignitas, que não estão jogando bem agora. É o que é. Eles ganharam esses jogos no split de primavera e eu sou totalmente a favor deles contando no de verão. Essa é minha opinião. 

Os três Golden Guardian estreantes após a vitória contra a Cloud9.

Torna o caminho para os playoffs mais gratificante.

IMT Guilhoto: Nosso objetivo é fazer cada jogo individualmente. A mentalidade da equipe é que podemos vencer qualquer time da liga, sem exceção. Acho que estamos nos tornando mais consistentes em não perder jogos para todos os times desta liga também. Assim que formos para os playoffs, manteremos a mesma mentalidade. Não importa o adversário, vamos conseguir vencê-los. Não importa se iremos terminar em quarto ou em sétimo. Temos a grande convicção de que, seja melhor de 1 ou melhor de 5, podemos vencer. Precisamos apenas nos concentrar em cada jogo e série de forma individual. 

Parece que todo esse ambiente na Immortals é natural. Em vez de precisar micro gerenciar os jogadores, você os está guiando até um rio ao invés de forçá-los a beber a água. 

IMT Guilhoto: Sim, absolutamente. Já que você fala sobre rio, eu sou os limites do rio, mas eles são o fluxo de água. Eles decidirão a direção que irão tomar. A única coisa em meu controle é tentar guiar o caminho, mas é a água deles. Espero que possamos mostrar isso nos playoffs. 

Em geral, a Immortals não é uma equipe que obtém tanto reconhecimento e é muito subestimada. Você tem alguma palavra para os fãs da Immortals e espectadores do LCS? 

IMT Guilhoto: Isso faz parte do nosso objetivo. Queremos ser uma equipe atrativa para ser seguida. Não queremos que nossos jogos acabem como no split de primavera e sejam super chatos. Penso que estamos começando a entregar isso. Se você é um fã da Immortals ou está pensando em se tornar um, saiba que nós nos importamos. Se você reservar um tempo para ver nosso conteúdo no Youtube e conhecer os jogadores, encontrará coisas que têm em comum com eles. Esta é uma equipe muito interessante, especialmente nos bastidores. Isso é parte do nosso objetivo e, com sorte, os jogadores podem ganhar mais amor e reconhecimento. Mesmo que demore, isso não nos afastará de nossos objetivos de nos tornarmos uma equipe melhor. 

Fique ligado em Esports.gg para as últimas notícias e destaques sobre League of Legends.

Foto em destaque: cortesia da espat.ai

Tradução: Alexandre Silva

Sage Datuin - Writer of the Month: June

Sage Datuin

Writer of the Month: June | Twitter: @sagedatuin

Sage been following esports since high school and has remained a massive fan ever since. When he's not working he likes to work out, knit and overthink things..