O top-laner da FURIA falou em coletiva sobre o impacto da entrada de Edward como jogador, comentou a situação de Jockster no time e ainda deu sua avaliação sobre o resto do campeonato para a FURIA.

No último final de semana do CBLOL, a FURIA saiu com duas derrotas mais uma vez ao enfrentar Vorax Liberty e Flamengo. A situação do time já está muito complicada na tabela, eles ocupam a última colocação com três vitórias e onze derrotas. Por conta disso, as chances deles de alcançarem a zona de classificação para os playoffs é muito baixa.

Durante as coletivas, William “Tyrin” Portugal falou sobre o impacto da entrada de Edward como jogador, comentou a situação de Jockster no time e ainda deu sua avaliação sobre o resto do campeonato para a FURIA.

Na última quinta, o Edward entrou no elenco da FURIA como suporte. Você pode falar um pouco sobre o impacto da chegada dele?

Tyrin: A entrada do Edward ajudou bastante na liderança dentro de jogo. Isso foi um fator importante contra a KaBuM!, e acho que ele mandou bem hoje também, na comunicação e tudo mais. Só que, óbvio que ele ajudou, mas não sanou todos os problemas, porque afinal, LoL é um time de cinco. Então, acho que a entrada dele ajudou bastante com o caos e tudo mais, mas ainda temos grandes problemas que acho que foram bem explorados pela Vorax hoje, por exemplo.

furia

A entrada do Edward pegou as pessoas de surpresa, já que ele fazia parte da comissão técnica. Vocês não acham que a chegada dele pode ter vindo tarde demais, visto que a fase de pontos está perto de acabar?

Tyrin: É muito ruim pensar no “e se?”. “E se a gente tivesse mudado antes? Será que isso ajudaria?”. Então, eu acho que poderia ter mudado, sim, ou poderia não ter ajudado. Eu acho que de longe, o Jockster não era o problema do nosso time. Só que com a entrada do Edward, a gente melhorou em outros sentidos, sabe. Mas, eu não acho que tenha sido por demérito do Jockster, longe disso. Eu acho que ele jogou bastante bem alguns jogos. Então, não dá pra saber, a situação poderia ser muito diferente, como não. Eu acho que teria mais chance de talvez ser a mesma, sabe, talvez um pouquinho melhor. Eu acho que a saída do Jockster não foi demérito dele, sabe. Eu acho que a gente testou o Edward e encaixou um pouquinho mais em algumas situações e foi isso que aconteceu.

Vocês ainda pretendem trazer o Jockster nesse split ou o Edward vai ficar até o final dessa etapa?

Tyrin: Então, eu não sei, eu não tenho essa informação, então eu não posso falar. Eu acho que a gente pode usar os dois, de qualquer jeito. Assim, eu não faço parte da comissão técnica, então eu não tenho como dizer quem vai jogar ou não. Mas, acho que podemos sim utilizar os dois, por exemplo. Não tem problema nisso.

furia

A FURIA vai enfrentar times muito bons nas próximas semanas. Isso preocupa vocês ou vocês não estão pensando tão na frente assim?

Tyrin: A gente não tá pressionado para ir para os playoffs, a gente quer ir para os playoffs, óbvio. Mas, como nossa situação já é ruim, a gente só tá tentando mostrar o melhor League of Legends possível. A gente não tá colocando muita expectativa, porque pode ser que a gente se frustre muito, por exemplo, se não conseguir. Então é isso, o time tá focado em jogar bem, e caso venha a calhar da gente ganhar, ótimo. Então, a gente não tá se cobrando tanto nisso, mas óbvio que todos os players querem ganhar. 

O CBLOL retorna nos dias 24 e 25 de julho, e a FURIA irá enfrentar Rensga e LOUD. Você pode acompanhar as transmissões pelos canais oficiais do CBLOL no YouTube, Twitch e Nimo TV.

Fique ligado no esports.gg para mais notícias e novidades de League of Legends.

*Matéria realizada em colaboração com João Vitor Costa

Bruno Martins -

Bruno Martins

| Twitter: @yo_brunoM

Jornalista. Na cobertura de esports desde 2018 e especializado em jogos de FPS como CS:GO e Rainbow Six.