A equipe chinesa surpreendeu com excelente performance e bateu a equipe campeã do Mundial de 2020.

Neste sábado (06), a EDward Gaming venceu a Damwon Kia na grande final do Mundial e levantou a tão cobiçada Taça do Invocador. A equipe chinesa surpreendeu e bateu os coreanos pelo placar de 3×2 em uma das MD5 mais emocionantes da história do Worlds. A EDward Gaming é um dos times mais tradicionais da China e já havia feito diversas participações em outras edições de Mundial, mas nunca haviam chegado a uma final.  Confira um resumo dos jogos.

EDward Gaming X Damwon Kia 

Jogo 1 – EDG abre a série com vitória

A EDward Gaming começou a série com pé direito ao vencer os coreanos da DWG Kia. O time chinês impôs seu ritmo de jogo desde os primeiros minutos de partida, e por isso conseguiram emplacar boas jogadas que os fizeram sair na frente em recurso. A EDG também fez um excelente controle de objetivos garantindo a alma do oceano  e um barão depois de uma excelente team fight. Com toda essa vantagem, os campeões da LPL marcharam rumo à base da DWG Kia e fecharam o jogo. Vitória da EDG.

Jogo 2 – DWG atropela EDG e empata a série

Pela definição do draft, parecia que a EDG teria mais um jogo tranquilo. Isso porque a DWG optou pela escolha de Malzahar para a rota do meio, um campeão que não se pagou muito nas outras ocasiões que apareceu neste Mundial; e também pela match-up supostamente desfavorável na rota do topo para o time coreano. 

Mas o que nós vimos dentro de jogo foi um atropelo por parte da Damwon em cima da EDG. A DWG Kia jogou muito bem em volta da suas condições de vitória e largaram na dianteira da partida. A vantagem começou em um boa jogada na rota do meio, em que Heo “Showmaker” Su encaixou o controle de grupo da sua ultimate e Kim “Canyon” Geon-bu chegou para finalizar.

A melhor jogada da EDG nesse confronto unilateral foi o roubo de barão de Zhao “Jiejie” Li-Jie. Mas não adiantou muito e os coreanos empataram a série. Vitória da DWG Kia. 

Jogo 3 – DWG Kia vence mais uma e fica a um jogo do título

O terceiro confronto desta grande final foi bem mais equilibrado que os dois primeiros. A primeira metade do confronto foi marcada por muitas trocas de abates, fazendo com que os recursos se mantivessem estáveis neste começo. Mas em determinado momento da partida, a DWG conseguiu encaixar boas lutas que os colocaram na vantagem. A equipe coreana apostou na alma do dragão infernal como condição de vitória e usou muito bem o poder do buff para dominar as lutas seguintes. Vitória da DWG Kia.

Jogo 4 – EDG empata a série e leva decisão para o quinto jogo

Ainda no draft vimos uma disputa de prioridades nos dois times. A EDG estava no lado azul e priorizou a escolha de Lucian, e a DWG Kia respondeu prontamente com a suporte Nami, que vem fazendo uma dupla muito forte com o atirador escolhido pela equipe chinesa. Ao final da fase de escolhas e banimentos, a EDG trouxe campeões muito decisivos quando atingem seus picos de poder. 

E foi justamente o que aconteceu, a EDward Gaming fez um jogo controlado e utilizou muito bem o poder da sua composição que contava com Zoe, Viego, Graves, Lucian e Lulu. Vale destacar a grande atuação do caçador Jiejie, que brilhou principalmente levando a melhor nas disputas decisivas de smite. Vitória da EDG.

Jogo 5 – A EDG vence a DWG em jogo emocionante e se sagra campeã

A EDward Gaming mostrou um jogo de altíssimo nível e aproveitou muito bem as forças da sua composição: usaram muito bem a decisividade da ultimate do Kennen nas team fights, o poder da Zoe com sua itemização, e o pico de poder do Aphelios na parte final do jogo. 

A DWG até conseguiu se segurar encaixando algumas boas jogadas, mas o time chinês se mostrou superior no confronto decisivo e finalizou o jogo em uma última luta favorável na base adversária. Vitória da EDG.

Jogadores da EDG – Foto: Colin Young-Wolff/Riot Games

Fique ligado no esports.gg para as últimas notícias e atualizações de League of Legends.

João Vitor Costa -

João Vitor Costa

| Twitter: @Nenaojao

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.