O caçador da Rensga desabafou em coletiva de imprensa sobre a situação da sua equipe no CBLOL.

Atualmente, a Rensga está em uma situação extremamente delicada no CBLOL, já que precisa ganhar todos os seus próximos confrontos e ainda depende de resultados dos seus adversários para sonhar com os playoffs. Os Cowboys fizeram uma grande atuação contra a FURIA no último domingo, mas mesmo assim, a vitória não os alivia na tabela.

A equipe fez mudanças drásticas na semana 6 do campeonato quando trouxeram a dupla coreana Shin “Trap” Seung-min e Kim “Mocha” Tae-gyeom e promoveram Yudi “NinjaKiwi” Miyashiro. E as mudanças se mostraram positivas de forma geral, já que gerou vitórias e uma nova postura do time.

No entanto, os Cowboys tiveram que fazer mais uma mudança para o último fim de semana, dessa vez uma não planejada. Isso porque o topo Trap recebeu suspensão de três jogos por conduta inadequada grave, segundo a Riot. Por conta disso, a equipe de Goiânia teve que escalar o topo do Academy Alvaro “Edger” Martins.

O experiente caçador Gustavo “Minerva” Alves desabafou em coletiva de imprensa realizada no último fim de semana sobre a situação da Rensga no CBLOL.

“É muito difícil negar o impacto que isso tem, porque nosso split foi bem conturbado. Algumas coisas foram bem inevitáveis, coisas inesperadas. Então é muito difícil negar o impacto, e a gente está tentando o máximo possível, com os nossos esforços, nos mantermos bem psicologicamente para performarmos bem dentro do campeonato. Mas nem tudo são flores. […] Mas sobre o clima, eu não vou ser hipócrita e dizer que não mudou nada. É impossível. Impactou, sim, negativamente.”

Foto: Bruno Alvares/Riot Games

Minerva diz que falou com Trap sobre a situação e que a Rensga também fez uma reunião com ele individualmente.

“Eu não acompanhei muito bem, eu expliquei algumas coisas pra ele. Sobre o que ocorreu, ele não tinha ciência do que estava acontecendo. Então a Rensga chamou ele de canto e conversou individualmente e quanto a isso eu não posso falar porque eu não participei.” 

Minerva também falou como o topo e o suporte sul-coreanos mudaram o time.

“Acho que o que foi mais complicado é que a mudança dele foi muito positiva. É como você dar um brócolis para uma criança, e depois você dá um doce, e depois você tira o doce dela. É uma coisa muito complicada, porque os nossos jogos começaram a engatar com a chegada tanto do Trap quanto do Mocha. Só que logo em seguida a gente teve que fazer mais uma mudança e nos readaptarmos mais uma vez, tentarmos novas coisas, termos novos estilos de jogo e fazer o que fazia mais sentido para a gente.”

Minerva também lamentou sobre as chances mínimas de alcançar os playoffs, mas disse que não pretende parar de jogar no próximo split.

“É complicado quando ainda tem campeonato e você já está desclassificado da competição. Estar em um campeonato e não pensar na competitividade é algo muito difícil. […] Eu sinto que eu vou focar em uma evolução individual. Talvez ousar mais nas minhas escolhas, aí eu não sei bem como eu vou fazer, mas focar em uma evolução individual mesmo.

“Sobre o próximo split, eu não tenho pretensões de parar de jogar. Por mais que esse split tenha sido difícil, eu sinto que tanto em relação aos meus resultados em treinos, quanto em campeonato, eu me mantive bem individualmente. Só que claro, algumas coisas fugiram muito do nosso controle e daí as coisas vão ficando complicadas tanto individualmente quanto para o time. Mas eu sinto que no geral, mesmo os resultados não sendo tão satisfatórios assim, que é não ir para os playoffs, eu gostei dele (da performance no split). Foi um tempo de muita evolução individualmente para mim.

Minerva, caçador da Rensga – Foto: Artur Porto/Rensga

O CBLOL volta a ser disputado no próximo sábado (12) a partir das 13h. A transmissão acontecerá nos principais canais oficiais do CBLOL na Twitch, Youtube e Nimo TV.

Fique ligado no esports.gg para as últimas notícias e atualizações de League of Legends. Agora o Esports GG Brasil também está com redes sociais. Siga o nosso Twitter e Instagram para mais novidades do mundo dos esports.

João Vitor Costa -

João Vitor Costa

| Twitter: @Nenaojao

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.