Os jogadores que disputavam no academy da organização se queixaram de falta de atenção para a divisão de base.

No último domingo (10), Gabriela “Harumi” Gonçalves e Lucas “Redentor” Melo, que faziam a função de suporte, anunciaram a saída da Rensga e também expuseram problemas que viveram enquanto disputavam o primeiro split do CBLOL Academy 2022. A Rensga Academy terminou a fase regular desta etapa com uma vitória e 17 derrotas, amargando a última colocação na tabela.

Harumi e Redentor expõem problemas na Rensga

Em texto publicado no TwitLonger, Harumi cita que houve uma sequência de problemas que aconteciam quase todas as semanas. Ela diz que embora muitos deles tenham sido causados diretamente por jogadores, muitos outros poderiam ter sido evitados se a Rensga desse atenção e suporte para o time academy. Ela diz que faltou direcionamento técnico e que inúmeras situações ruins atrapalharam o desenvolvimento e a moral do time.

“Quero deixar claro que não estou aqui para apontar dedo pra nada e nem usar os problemas de muleta. Só quero amenizar a situação para nós jogadores, porque acho muito injusto quem está de fora olhar os resultados e sair xingando todos os players, que vocês podem ter certeza que estavam dando o seu melhor diante das piores circunstâncias. Alguns deles são realmente jogadores muito bons que merecem outra chance.”, afirma Harumi em texto publicado no próprio Twitter.

Redentor também anunciou sua saída da Rensga no último domingo relatando problemas alinhados com o que Harumi conta em seu texto. Ele diz que não havia pessoas capacitadas para gerir e ensinar os jogadores e que não tinham contato com a line principal para trocar informações relacionadas a jogo. 

Tanto Redentor quanto Harumi relatam que os jogadores tiveram que jogar fora das suas posições por conta de adversidades, como problemas de saúde de jogadores, problemas de internet, e, em determinado momento, a subida de Yudi “NinjaKiwi” Miyashiro para a line principal do CBLOL.

A Rensga, junto com a paiN Gaming, é uma das únicas organizações dentro do CBLOL que mantém as operações do time academy de forma remota. Em resposta a uma matéria publicada pelo site MGG, William “Usui” Umehara, que foi Head Coach do Academy da Rensga, disse que o projeto foi desenvolvido desde sempre para acontecer de forma remota e que isso dá oportunidades para jogadores de várias partes do Brasil disputarem o Academy.

O Esports GG entrou em contato com a Rensga e a organização afirmou que não tem nada a declarar sobre o caso.

A final do CBLOL 2022 Academy irá acontecer no dia 16 de abril presencialmente nos estúdios da Riot Games em São Paulo, e ainda terá torcida no local. Essa será a primeira vez que as disputas do Academy recebem um evento presencial.

Fique ligado no esports.gg para as últimas notícias e atualizações de League of Legends. Agora o Esports GG Brasil também está com redes sociais. Siga o nosso Twitter e Instagram para mais novidades do mundo dos esports. 

João Vitor Costa -

João Vitor Costa

| Twitter: @Nenaojao

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.