Em noite equilibrada, Vivo KEYD lidera pontuação na rodada da LBFF. Team Coda Solid também é destaque e Croft concede entrevista.

A nona rodada, realizada nessa segunda-feira (28), marca o fim da primeira metade da quinta temporada da LBFF. Num campeonato marcado pelo equilíbrio, algumas equipes já começam a se destacar no top 5 da competição. A Vivo KEYD é uma delas.

Maior pontuadora da rodada, a Vivo KEYD chegou a liderar a competição nas primeiras rodadas. Na noite de hoje a equipe somou 73 pontos e assumiu a quinta posição da tabela. Com um booyah na sexta queda, no mapa Bermuda, e 32 eliminações, maior número da noite, a equipe liderada por General volta a brigar entre os líderes e usará a segunda metade do split para tentar alcançar a liderança.

Segue o líder

Como esperávamos, a liderança é do Corinthians. Na noite desta segunda, o alvinegro paulista somou mais 50 pontos e continua se destacando pela consistência na LBFF. Ousado foi o grande destaque da equipe, sendo responsável por 10 abates, e já aparece em segundo lugar na corrida pelo MVP, com 54 eliminações – somente uma a menos que MTS007, da SS e-Sports.

SS e-Sports que segue de perto o líder, que tem 38 pontos de vantagem. LOUD, Santos Real e Vivo KEYD vêm logo em seguida – a diferença entre as equipes é de apenas 31 pontos, o que marca o equilíbrio da competição.

Uma surpresa vinda da Série B

Outro destaque da noite, o Team Coda Solid (TCS) somou 70 pontos e cravou seu nome no meio da tabela e na briga pela classificação para a grande final. O time liderado por VitinXP, com 15 abates e melhor jogador da noite, parece ter se adaptado bem ao meta da Série A e chegou aos 297 pontos, na nona colocação.

Ainda assim, a diferença de pontos para a terceira colocada, LOUD, é de apenas 36 pontos. A equipe promete dar trabalho no restante da competição e tem tudo pra surpreender as tradicionais equipes do cenário.

Team-Coda-Solid-LBFF5
Team Coda Solid: Croft (coach) ao centro – Fotos: Bruno Alvares & Jéssica Liar

O processo de adaptação do Team Coda Solid

A equipe veio da Série B, onde apresentou um desempenho incrível e conseguiu uma classificação tranquila para a Série A. Para o desafio, a o Team Coda Solid contratou Pão7. Campeão da LBFF 3 pela SS e-Sports e um dos destaques da B4 na quarta temporada, o jogador assumiu o posto de capitão nesta segunda e tem auxiliado a equipe a encontrar a consistência necessária para a disputa do split.

Croft, coach dos estreantes, concedeu entrevista na transmissão da rodada:

Como foi o processo de passar da Série B para a Série A? Foi muita pressão pra cima dos meninos ou eles receberam isso de uma forma tranquila?

TSC Croft: Em relação aos meninos, a gente sofreu com a adaptação no início. É muito comum, são dois metas se chocando. É comum essa adaptação, essa demora em entender o jogo e como tudo funciona. Tanto pra mim, quanto pra eles. A equipe inteira estava nova nisso. Mas a gente já sentiu bastante, com duas semanas de jogo, e agora procuramos pontuar mais para recuperar o que perdemos no início, durante a adaptação. Hoje já trouxemos um jogo mais agressivo, buscamos mais eliminações e menos posicionamento – buscamos mais nosso estilo.

Nas mudanças de meta, em toda essa adaptação, como tem sido pra você? Nós vemos que o Team Coda Solid é muito unido. Até onde isso facilita seu trabalho?

TSC Croft: Isso ajuda muito, por um time tem que escutar seu coach. Então temos que trabalhar assim: eu entendo o lado deles e eles entendem o meu lado. Na hora de passar as táticas, todo mundo está prestando atenção; na hora de cobrar, todos escutam. É um sincronismo, a gente é muito unido. A sincronia acontece fora de jogo até dentro de jogo, a gente se dá muito bem. Isso é o que faz a gente estar aqui hoje – a gente precisou ter essa sincronia pra chegar na Série A.

Sobre a mudança de capitão, com Pão assumindo o posto. A experiência dele de ter jogado a Série A e já ter sido campeão da LBFF fez muita diferença pra voltar pro estilo de jogo mais agressivo? Ajudou o time a avançar e ficar mais agressivo no dia de hoje?

TSC Croft: Sim, pelo fato dele já ter jogado a Série A e ter experiência. Estávamos em um processo de adaptação e resolvemos acelerar este processo para sofrer menos com ele. A vinda do Pão foi pensada por isso, por ser um jogador coringa, por jogar em muitas posições. Queríamos trazer as características dele pra dentro do nosso jogo, e conseguimos. Ele encaixou super bem e agora a equipe está fluindo.

A LBFF volta no próximo sábado (03) e você pode acompanhar as transmissões ao vivo nos canais oficiais de Free Fire no YouTube e na BOOYAH!

Fique ligado no esports.gg para mais notícias e novidades sobre Free Fire.