O Grupo de Acesso reuniu 12 equipes para decidir as quatro vagas restantes para a LBFF 6, que começa no próximo dia 28 de agosto. Equipes tradicionais do cenário nacional caem pra Série B.

É interessante comparar as disputas do temido Grupo de Acesso com as disputas da LBFF. Fica clara a tensão de cada equipe, o medo de uma eliminação gratuita e a ansiedade na busca de um sonho.

Depois das nove disputadas quedas que aconteceram neste sábado, 31 de julho, a próxima temporada da Liga Brasileira de Free Fire tem seus 18 integrantes definidos. O Santos/Real, que vinha de um desempenho inconsistente durante a disputa da Série A, conseguiu encontrar seu estilo de jogo e dominou a disputa, garantindo uma tranquila classificação.

As outras equipes que garantiram a vaga no próximo split são todas da Série B. Voltz, AmazonCripz e Equipe X surpreenderam na reta final e são as novas integrantes da elite nacional.

Uma história de superação

Depois de passar por um duro golpe na última disputa do Grupo de Acesso, a AmazonCripz finalmente conseguiu a tão sonhada classificação. Em abril deste ano, a equipe sofreu com problemas de energia e conexão durante as disputas que garantiam quatro vagas para a LBFF 5. No entanto, eles vinham bem na competição e chegaram ao Grupo de Acesso daquele split com grandes chances de classificação.

O inesperado não tirou o sonho da equipe de finalmente ter sua chance. Embora não tenham começado tão bem a disputa, a AmazonCripz conseguiu se recuperar, garantir um Booyah e somar 84 pontos, que os colocaram na terceira colocação.

Agora, a equipe chega na Série A animada e promete dar trabalho para as tradicionais equipes do circuito.

Equipe X, uma grata surpresa

Mesmo contando com todo o talento do MVP da Série B, Ângelo7, a Equipe X não chamou a atenção durante as disputas. A equipe apresentou um desempenho inconsistente e sempre esteve em posições delicadas durante a disputa. Nesse sentido, foram apenas a 4º colocada no Grupo C da primeira fase da Série B. Logo em seguida, conseguiram apenas a 10ª colocação na segunda fase e quase ficaram de fora da Grande Final, onde não apresentaram um bom desempenho e, novamente, conseguiram apenas o 10º lugar.

Assim, a Equipe X chegou para o Grupo de Acesso sem grandes expectativas. E surpreendeu. Com um excelente desempenho, principalmente na segunda metade das disputas, conseguiram um Booyah e superaram a Team Liquid, uma das equipes mais tradicionais do cenário, por apenas um ponto.

Agora, resta saber como será o desempenho deles na Série A, que costuma ser impiedosa com novatos.

Voltz contra as expectativas

Mas se tem uma equipe que sofreu para conseguir a vaga no Grupo de Acesso, foi a Voltz. Na primeira fase da Série B, ela se classificou em último lugar em seu grupo. Logo em seguida, na segunda fase da segunda divisão, conseguiram apenas a 11ª colocação e, na Grande Final, terminaram apenas em 7º lugar.

Ainda assim, o resultado garantiu a vaga para o Grupo de Acesso. Porém, a Voltz chegava lutando contra todas as possibilidades, e a expectativa era que a equipe passasse apagada pela competição.

Mas não foi o que aconteceu. Durante todo o dia, a Voltz figurou entre os líderes, surpreendendo queda a queda. Como resultado, garantiram uma bela segunda colocação, com 89 pontos e um Booyah.

Uma amarga decepção

Por fim, três das mais tradicionais equipes do cenário nacional de Free Fire terminaram rebaixadas. A Team Liquid bem que tentou, conseguiu uma bela dobradinha e foi consistente durante a disputa. Mas faltou agressividade. Com apenas 26 abates, o quesito foi o diferencial da Equipe X que superou a Cavalaria por apenas um ponto, mas somou 36 abates.

A INTZ, presente pela terceira vez consecutiva nas disputas do Grupo de Acesso, ficou pelo caminho. Com apenas 63 pontos, os Intrépidos não resistiram à pressão e precisarão se reencontrar na Série B. Assim como a paiN Gaming, que depois de uma campanha desastrosa na Série A, onde se salvou por pouco na última queda da fase de grupos, terminou com apenas 35 pontos e amargando a última colocação do Grupo de Acesso.

paiN Gaming é rebaixada na LBFF – Fotos: Bruno Alvares & Jéssica Liar

São equipes tradicionais e fortes no cenário, que têm todos os elementos necessários para conseguir dar a volta por cima e estrelarem a LBFF 7. Ainda assim, é um momento difícil para equipes que carregam uma legião de fãs.

E se você pensava que iria ficar muito tempo sem LBFF, estava enganado. Durante a transmissão foi anunciado que a LBFF 6 está chegando e começa no próximo dia 28 de agosto. Além disso, no próximo fim de semana acontecerá o Free Fire All Stars Americas 2021.

Acompanhe o esports.gg para saber todas as novidades de Free Fire.