O jogador conversou com os casters da LBFF sobre o grande desempenho no último final de semana.

Nas últimas duas rodadas da LBFF 6, a boa fase de Bops foi uma das maiores razões para que o Corinthians recuperasse a agressividade pela qual sempre foi conhecida. O craque já é o segundo jogador com mais abates no time com apenas 17 quedas disputadas. O jogador conversou com os casters da LBFF sobre a boa fase.

Nas rodadas anteriores, o Corinthians não vinha desempenhando tão bem quanto o esperado. No entanto, o Timão voltou a mostrar sua dominância na competição ao apresentar uma ótima performance no último final de semana. Atualmente, a equipe ocupa a terceira posição da tabela e promete disputar pelo topo daqui pra frente. 

Primeiramente, o jogador comentou que não sentiu pressão ao entrar para o Corinthians, mas se sentiu acolhido pela torcida.

“Eu não senti pressão, mas é uma felicidade tremenda estar aqui. A torcida é enorme, a torcida abraça o jogador. É muito gratificante.”

Na sequência, o jogador comentou sobre a sua entrada no time principal no último fim de semana.

“O time vai melhorar muito ainda. Ontem eu entrei nas últimas três quedas, e o Kied me chamou e disse ‘joga, mata na bomba e não deixa o time afobar tanto’. E foi isso que eu fiz, jogamos tranquilos, garantimos Booyah, e hoje começamos amassando, com o pé direito para voltar para o topo da tabela que é nosso lugar.”

Bops – Foto: Bruno Alvares e Jéssica Liar

A volta por cima de Bops depois do rebaixamento

No último split, Bops defendia a GOD Unidas na Série A, mas o time acabou sendo rebaixado para a segunda divisão por conta do desempenho irregular. Ao relembrar essa época, Bops comentou como foi dar a volta por cima em um novo time.

“É uma felicidade tremenda. Fui rebaixado e foi uma tristeza, uma tristeza que eu não desejo a ninguém. Eu tive a oportunidade de vir para o Corinthians, quero agradecer também ao Zenac e o Kied, e o Fornax da GOD também que me ajudou. (A mentalidade era de) começar e fazer diferente, vou fazer meu nome, vou amassar e vou focar. Quando eu fui rebaixado foi a maior tristeza da minha vida, eu fui pra casa muito triste, desanimado, desapontado. Querendo ou não, com vergonha do meu pai e minha mãe, porque eu saí de casa pra conseguir alguma coisa e voltei rebaixado. Então, quando eu saí de casa de novo para ir para o Corinthians, a cabeça já era ‘vou orgulhar meu pai, vou orgulhar minha mãe, vou representar e treinar muito pra isso’. Então, foquei do começo ao fim e tô aí para melhorar cada vez mais.”

Por fim, Bops deu recado para a torcida do Corinthians.

“Eu quero agradecer todo apoio e todo o carinho da torcida. Sexta-feira a torcida mandou um presente para nós. Deu uma animada gigante, de saber que os caras estão com nós, que eles estão apoiando, estão torcendo. E eu só quero agradecer a eles, porque todo o apoio faz total diferença. É isso, muito obrigado e amo vocês.”

Acompanhe o esports.gg e fique por dentro de todas as notícias e atualizações de Free Fire.  

Filed Under
João Vitor Costa -

João Vitor Costa

| Twitter: @Nenaojao

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.