Com domínio da FURIA, 11ª rodada da LBFF é mais uma vez equilibrada. paiN soma importantes pontos e RiccK concede entrevista

Na 11ª rodada da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), a FURIA mostrou que se encontrou no campeonato e começa a brigar por boas posições na tabela. Em mais uma rodada equilibrada, os Panteras foram o grande destaque do domingo e somaram 67 pontos, com One9 e Field11 liderando a equipe com 11 e 9 abates respectivamente. A equipe chegou à marca de 1000 abates na história da LBFF, logo após LOUD e da Team Liquid também conseguirem o feito.

Além disso, a B4 conseguiu a dobradinha ao conquistar a vitória nas duas primeiras quedas do dia, disputadas em Purgatório e Kalahari. Com 55 pontos, os Bastardos empataram em pontos com a Vivo KEYD que, mesmo sem Booyah, teve um desempenho consistente durante o domingo.

Corinthians novamente na liderança

Já era esperada a volta da equipe para a liderança da LBFF. A vantagem construída até agora é grande e coloca o time como franco favorito ao primeiro lugar da tabela, posição que garante 12 pontos para a disputa da grande final – são 38 pontos de vantagem sobre a SS e-Sports, segunda colocada se considerarmos apenas as equipes que ainda jogam nessa segunda-feira.

A equipe teve mais um desempenho consistente, somando 50 pontos. A consistência vem sendo o segredo da equipe na competição e os 50 pontos representam apenas a pior marca da equipe na competição até aqui, assim como os conquistados na nona rodada.

paiN Gaming e a briga pela vaga

Os Tradicionais não começaram bem o campeonato e vem tentando, pouco a pouco, chegar na zona de classificação para a final e se livrar das disputas do Grupo de Acesso. Na rodada do domingo a equipe conseguiu 49 pontos, com direito à um Booyah e 15 abates.

RiccK, da paiN Gaming – Fotos: Bruno Alvares & Jéssica Liar

Com isso em mente, Ricck concedeu entrevista na transmissão após a 11ª rodada da LBFF.

O que está acontecendo com a pain nesse split, na sua visão como jogador?

paiN Ricck: Acredito que está faltando um pouco de mentalidade agressiva. Hoje a gente chegou resetado e conseguimos fluir, sentir o gostinho de que pode dar certo e que somos uma equipe maravilhosa.

Queria aproveitar que você falou sobre a falta de agressividade e perguntar sobre a parte da tabela que briga pra entrar no top 12. Falta só agressividade ou, na sua opinião, falta mais alguma coisa pra vocês entrarem no top 12 e se manterem na zona de classificação?

paiN Ricck: Essa LBFF é, de longe, uma das mais regulares e equilibradas. Ninguém faz mais de 80 pontos, é raro. As melhores equipes sempre ficam na média dos 60 ou 70 pontos. Mas estamos cometendo erros em alguns mapas, principalmente Kalahari, na nossa rotação de Cemitério. Precisamos ajustar esses erros de rotação, de caminhar pelo mapa. É isso, ajustar isso com a agressividade e vai dar bom.

Você falou sobre o equilíbrio da LBFF, mas a paiN chega mais uma vez com mudança na parte de gerenciamento da equipe. Como está sendo essa adaptação ao estilo de jogo do Metal? Tem sido muito difícil, muito diferente do que vocês estavam acostumados? Você acha que com o tempo o time está se soltando cada vez mais?

paiN Ricck: O Metal é um coach sensacional. Mudamos várias coisas, coisas que ele acrescentou. Mas não estamos fluindo na LBFF por uma questão de mentalidade mesmo. Sabemos o que precisamos fazer, mas precisamos começar a colocar em prática.

A gente viu no começo da competição a LOUD ficando em último e conseguindo subir. A paiN é um dos times mais agressivos que já vimos no cenário da LBFF, trocando ou não o elenco. Vocês não tiveram um bom começo. A tabela pesa ou vocês excluem esse fator pra começar um novo dia de LBFF?

paiN Ricck: Pra ser sincero, eu nem sei que posição a gente ocupa na tabela. Nós entramos pra jogar o jogo e no próximo fim de semana viremos muito mais fortes. A energia do time hoje foi sensacional. É isso, bola pra frente.

A LBFF volta nessa segunda (05) e você pode acompanhar as transmissões ao vivo nos canais oficiais de Free Fire no YouTube e na BOOYAH, a partir das 19 horas (horário de Brasília).

Fique ligado no esports.gg para mais notícias e novidades sobre Free Fire.