GODSENT chega ao IEM Katowice como uma das 15 melhores equipes. Com seu imenso poder de fogo e base tática sólida, eles têm potencial para chegar mais longe.

Em uma época em que veteranos das Américas estão criando projetos como EG e Last Dance, TACO e GODSENT são um sopro de ar puro.

Suporte lendário na era LG-SK, Epitácio “TACO” de Melo fez a transição para se tornar um ótimo IGL. Com fraggers como Eduardo “dumau” Wolkmer, Bruno “b4rtiN” Câmara, Bruno “latto” Rebelatto e o astro anteriormente subutilizado João “felps” Vasconcellos, a GODSENT chegou para competir com os melhores.

P: Nós os vimos pela última vez no IEM Winter, onde vocês chegaram aos playoffs. Como vocês têm se preparado para o IEM Katowice?

TACO: Nós nos preparamos muito bem para este torneio. Estamos nos sentindo muito confiantes, embora nossos planos não tenham saído como planejado. Planejávamos vir à Europa no começo deste ano para fazer um boot camp de um mês, mas não foi possível porque tivemos que enfrentar alguns problemas de saúde no Brasil. Então tivemos duas semanas no Brasil jogando contra equipes brasileiras e apenas treinando e tentando tirar a poeira.

Então, após duas semanas no Brasil, viemos para a Polônia, onde pudemos treinar contra times europeus por uma semana. E o treino realmente foi melhor do que esperávamos. Então é por isso que estamos nos sentindo realmente preparados, apesar de termos tido apenas oito dias aqui na Europa para treinar e nos preparar para o IEM Katowice. Sentimos que fizemos tudo o que podíamos e trabalhamos muito duro, muitas horas por dia. E é por isso que temos a sensação de que estamos preparados para jogar neste torneio.

A AWP é uma função que ainda está em aberto em nossa equipe. Vamos continuar lidando com isso do nosso jeito.

TACO, da Godsent

P: Na sua equipe, há um estilo incomum, onde todos os cinco jogadores jogaram de AWP em diferentes ocasiões. Ainda é esse o caso ou vocês estão tentando focar isso em um jogador?

TACO: Eu acho que o jogador que mais está atuando nesta função no momento é o dumau, mas ainda assim, não é uma regra. Todos da equipe podem ajudar. Todos podem comprar a AWP e jogar com ela. Não há regras. Ainda estamos vendo isso e nos organizando em torno disso.

Podemos ir com dois usando AWP se quisermos. Quero dizer, a AWP é uma função que ainda está em aberto em nossa equipe. Vamos continuar lidando com isso do nosso jeito.

P: Vocês acham que a GODSENT pode vir a ser essa surpresa ou equipe inovadora do ano?

Felps: Eu acho que para a GODSENT, não é uma grande surpresa. Mostramos no ano passado que temos potencial para ser uma das dez melhores equipes do mundo, certo, e então nosso plano para este ano é estabilidade. Precisamos continuar melhorando a cada mês em torneios ganhando experiência, principalmente para os jogadores novos, certo?

Acho que isso é um segredo para tentar estar entre os cinco, ou dez melhores do mundo. Mas como o TACO disse antes, precisamos manter isso com o tempo. Precisamos melhorar. Precisamos cometer erros e precisamos corrigi-los.

P: Quanto tempo até vocês atingirem o auge?

Felps: Eu não quer estipular um tempo para isso. Certo. Vamos ver o que acontece durante o ano e não são cinco meses em um ano, mas obviamente, vamos tentar fazer mais do que fizemos no ano passado. É nosso foco agora; é o nosso objetivo. Vamos tentar ficar entre os dez melhores. Vamos ver o que acontece no futuro.

P: Vocês se enxergam como a melhor e mais promissora equipe da América do Sul atualmente?

TACO: Não tenho certeza sobre ser a melhor porque ainda temos que provar a nós mesmos. Mas a equipe mais promissora da América do Sul, tenho 100% de certeza que somos nós. Se você olhar para os resultados que tivemos no ano passado, os torneios que jogamos no ano passado, acho que cumprimos todos os objetivos que tínhamos que cumprir.

Eu não diria que somos os melhores, embora os rankings agora mostrem que somos o melhor time sul-americano. Mas eu esperaria até jogarmos alguns torneios este ano. Mas a equipe está promissora, disso tenho certeza.

Não estamos planejando ser a melhor equipe brasileira, estamos planejando ser a melhor do mundo.

TACO, da Godsent

P: Você acha que podem vencer a Furia e ser a melhor equipe brasileira?

TACO: Ano passado, quando mais importava, vencemos as classificatórias do IEM Winter contra eles. Ainda é muito cedo para dizer. Mas acho que podemos fazer isso. Somos capazes disso. Com certeza. Eu acredito nos meus companheiros, eu acredito na minha equipe, eu acredito em mim mesmo. Nós temos um objetivo. Vamos seguir nosso objetivo. E não estamos planejando ser a melhor equipe brasileira, estamos planejando ser a melhor do mundo. Então eu não penso muito sobre isso.

P: Seus ex-companheiros de equipe Coldzera e Fallen montaram recentemente dois projetos interessantes em 00Nation e The Last Dance. O que vocês pensam sobre essas equipes?

TACO: Eu acho que a 00Nation é uma equipe muito boa. Eles são muito promissores. Eles têm bons jogadores e Coldzera, que foi o melhor jogador de CS:GO do mundo em 2016 e 17. Então eles têm o que é preciso para ser uma equipe muito forte. É difícil dizer porque eles estão apenas no início do projeto, mas eu só desejo a eles boa sorte.

Sobre The Last Dance, é difícil dizer porque eles ainda não jogaram nenhuma partida. Não sei o quão bons eles serão. Eu não sei se eles serão capazes de enfrentar as principais equipes. E também desejo boa sorte a eles. Nós realmente gostamos uns dos outros. Eu realmente desejo o melhor para eles. Eu tento me concentrar no meu time o máximo que posso. E também é difícil pensar algo sobre eles sem vê-los jogar. Eu espero vê-los no topo porque é bom para a nossa região e é bom para o nosso país. Também é bom para Counter-Strike.

P: Sua primeira partida é contra a MOUZ com a nova escalação que inclui o NBK. Infelizmente, eles precisam usar o JDC como substituto. O que você pensa sobre essa partida?

TACO: Como competidor, sempre quero jogar contra os melhores e isso vale para eles. Também é uma situação lamentável. Desejo a Bymas uma rápida recuperação e que ele possa voltar à equipe o mais rápido possível e jogar o próximo torneio. Eles já mudaram muito, perderam o ropz e ficaram com o NBK. Então é uma preparação um pouco difícil para nós.

Decidimos focar em nós mesmos. Fizemos um bom boot camp. E temos muitas coisas nos mapas. Estamos muito confiantes em todos os sete mapas e vamos jogar o nosso melhor e vamos jogar com confiança e vamos fazer dar o nosso melhor para vencê-los. Não temos medo da MOUZ. Eu só quero jogar uma boa partida de Counter-Strike e vamos ver o que acontece.

P: O que você pensa a respeito do RMR (Regional Major Rankings) combinado das Américas?

TACO: Eu acho que o fato de termos algumas equipes brasileiras escolhendo jogar na América é apenas uma questão de cronograma, porque foi realmente de última hora que a Valve decidiu compartilhar as datas conosco. Por exemplo, tivemos algumas classificatórias para jogar. Tentamos fazer um cronograma para o início do ano e mudar o cronograma poderia custar milhares e milhares e milhares de dólares por causa disso.

Então é por isso que estamos jogando, é apenas por causa do cronograma. Caso contrário, estaríamos jogando no Brasil. É muito difícil ser um jogador brasileiro com todas as viagens que temos que fazer, então cada vez que podemos fazer menos viagens, fazemos isso. Especialmente com a condição do mundo agora, com a COVID e todas essas coisas juntas, não é saudável continuar viajando tanto.

PGL Antwerp

Acho que o fato de eles terem mudado as regras e terem possibilitado que as equipes sul-americanas jogassem na América do Norte, acho que ajuda muito. E era necessário, pelo menos por enquanto. Caso contrário, seria muito difícil para nós.


GODSENT pode não ter os grandes nomes de uma equipe como a NIP, mas sob a liderança hábil do TACO, eles são uma equipe forte que dará trabalho aos favoritos. Eles serão capazes de chegar longe neste evento? Primeiro eles têm que vencer a MOUZ para começar sua jornada.

Fique ligado no esports.gg para mais cobertura e entrevistas sobre as equipes e jogadores do IEM Katowice 2022.

Traduzido por: Giuseppe Carrino

Arnav Shukla - Writer of the Month: July

Arnav Shukla

Writer of the Month: July | Twitter: @xL_csgo

I am a hardcore Counter-Strike fan who loves to watch and write about CSGO. A student of the game's history and a bad player in game.