Os Tubarões levaram a melhor na grande final pelo placar de 3×0.

Na última terça-feira (21), a Sharks venceu o MIBR na grande final do Campeonato Brasileiro de Counter Strike. Os Tubarões bateram seus adversários pelo placar de 3×0 em série MD5 (melhor de cinco). Vale pontuar que a Sharks chegou na decisão com vantagem de um mapa por ter classificado para a final pela chave superior. Além de faturar o título, a equipe embolsou R$ 110 mil, enquanto o MIBR ficou com R$ 40 mil.

Na série, a Sharks abriu os confrontos com vitória na Ancient pelo placar de 16×3. Já o segundo jogo decisivo se mostrou mais tranquilo para os Tubarões, que levaram a melhor mais uma vez, agora pelo placar de 16×8 no mapa Inferno.

Após vencer a CBCS Finals, Romeu “Zevy” Rocco falou em entrevista ao ge sobre o que esse título significa para sua equipe:

A importância desse título é bizarra, porque a gente vem de um ano em que ganhamos só um campeonato. Ficamos em segundo nos RMRs, e mesmo conseguindo a vaga [no major], não era o que queríamos, nós queríamos ganhar campeonatos. Esse título encerrou o ano com chave de ouro, e ainda ganhei o MVP na minha segunda lan, estou muito feliz, é muito gratificante.

Zevy, AWPer da Sharks.

Apenas quatro times ganharam vaga para CBCS Finals por conta de sua pontuação de circuito: os finalistas Sharks e MIBR, e SWS Gaming e Havan Liberty. O torneio foi realizado no formato de dupla eliminação com todos os confrontos acontecendo em MD3 (melhor de três) com exceção da grande final, que aconteceu em MD5.

Fique ligado no esports.gg para as últimas notícias e atualizações de CS:GO.

Filed Under
João Vitor Costa -

João Vitor Costa

| Twitter: @Nenaojao

Estudante de jornalismo. Começou recentemente na cobertura de esports e é especializado em League of Legends. Também se aventura no Wild Rift, Valorant e Legends of Runeterra.