nitr0 explica por que voltou ao CS:GO e fala sobre as lições mais importantes de Valorant.

No início do ano, Nicholas “nitr0” Cannella voltou oficialmente ao CS:GO do Valorant. No entanto, o retorno não foi tão impressionante quanto poderia ter sido. Três meses depois, o Team Liquid parece estar de volta aos trilhos com seu desempenho na ESL Pro League e o nitr0 voltou a ser um dos jogadores mais populares para entrevistas.

Durante a coletiva de imprensa antes do início do play-off, nitr0 respondeu a todas as perguntas sobre Valorant, CS:GO e lições aprendidas.

Agora, na transição de volta para o CS:GO, houve alguma desconexão ou recuperação que você teve que fazer em determinadas situações, pois não jogou Counter-Strike?

nitr0: Ah, sim, tem havido muito disso na verdade. Acho que começou antes mesmo de eu decidir fazer a transição completa de volta. John estava me ajudando e me dizendo o que estava diferente e o que mudou. Foi muito para aprender e ainda estou aprendendo toda vez que praticamos e tentando descobrir soluções para problemas em qualquer lugar. E acho que estamos em um bom lugar agora.

Mas ainda temos muito o que aprender e melhorar. Poderíamos falar sobre o jogo o dia todo. Literalmente, apenas sente-se aqui e fale sobre qualquer mapa, qualquer situação específica que encontramos. Sempre há algo para praticar, e acho que isso é realmente uma coisa muito boa. Porque você não quer sentir que não consegue descobrir as coisas ou simplesmente não tem soluções para problemas específicos. Nossa equipe é muito boa em elaborar teorias e tentar identificar como podemos corrigir certos problemas. E tem sido muito produtivo desde que entrei.

nitr0

Você se arrepende de ter trocado de jogo?

nitr0: Não me arrependo. Foi uma decisão muito boa para mim e minha vida pessoal. Naquela época minha esposa estava grávida. O cronograma para a temporada 2020-2021 foi super difícil. Eles estavam basicamente morando na Europa e obviamente com uma esposa grávida não é o ideal. Então Valorant meio que me permitiu estar em casa e ao mesmo tempo fazer meu trabalho. Foi realmente bom.

Na verdade, foi muito bom fazer uma pequena pausa de todas as viagens. Mas no final das contas, eu gosto de Counter-Strike muito mais como um jogo. E é por isso que decidi voltar agora, quando meu filho estiver um pouco mais velho.

nitr0, você mencionou que aprendeu muito durante os tempos em Valorant. Qual foi a maior lição que você tirou dessa experiência?

nitr0: Há várias lições de Valorant. Mas em geral – jogar com jogadores diferentes, ver mentalidades diferentes e jogar com jogadores mais jovens. Eu aprendi muito com eles.

E então construir uma equipe do zero, o que é muito difícil, mas no Valorant você precisa fazer isso porque o jogo era muito novo. Isso ajudou a voltar ao CS, quando tivemos que construir uma nova equipe. Com Valorant aprendi como abordar as pessoas e construir algo do zero. É super difícil no CS:GO, especialmente hoje em dia. Leva meses e meses para realmente chegar ao nível mais alto do Counter-Strike. Você não pode simplesmente juntar cinco superestrelas e ser o melhor time do mundo em dois meses – simplesmente não é lógico.

Acho que estamos muito felizes com nosso progresso e como nos desenvolvemos como equipe. Acho que estamos muito perto de sentir que estamos super confiantes em vencer eventos. Então é só uma questão de tempo.

nitr0 voltou ao Liquid após um ano e meio

Você acha que existem outros jogadores do Valorant que originalmente fizeram a transição do Counter-Strike e agora pretendem voltar no próximo ano?

nitr0: Acho que não, Valorant está em um bom lugar. Há muitos novos talentos. Acho que o melhor time da América do Norte é, na verdade, um time cheio de pessoas que eu nunca ouvi falar do passado de CS. Seu melhor jogador é de algum jogo aleatório. Ele não é um veterano experiente de Counter-Strike. Então eu acho que essa cena tem muito crescimento para jogadores novos e promissores.

E isso só mostra que você não precisa ter um diploma de Counter-Strike para estar no melhor time do mundo. Se você estiver fazendo a transição do CS para o Valorant, estará um pouco à frente. Mas, no final das contas, isso só pode levá-lo até certo ponto.

Eu acho que muitas pessoas, especialmente os casuais, gostam disso sobre o jogo. Porque no CS:GO existem muitos gatekeepers, por assim dizer. Você tem que ter vários anos de experiência. Até mesmo Josh em nosso time: ele jogou no mais alto nível além de Liquid e EG por anos. Ele jogou muito o jogo. E ele finalmente teve a chance de jogar no time de nível 1. Ele trabalhou muito duro para isso. É muito difícil entrar em uma equipe super boa.

Enquanto no Valorant, você não precisa ter seu LinkedIn para tentar entrar em um bom time. Você apenas começa a jogar e as pessoas percebem sua classificação. Eles são como: “Ei, cara, você quer fazer algum scrim?”. E então, se você for bom, você conseguiu o emprego. É muito mais fácil.

Fique ligado no esports.gg para as últimas notícias sobre o desempenho do nitr0 na ESL Pro League.

*Tradução: Márcio Pacheco